Juara (MT), 19 de outubro de 2017 - 11:37

? ºC Juara - MT

Economia

02/03/2017 09:29 Acesse Notícias

Atividade lavoreira avança no Vale do Arinos e usina de álcool de milho pode ser instalada na região anuncia produtor juarense

A atividade lavoureira avança no médio norte de MT, que até então, tinha economia sustentada sob dois pilares: extrativismo da madeira e pecuária. Em Juara as lavouras avançam e os produtores começam a contabilizar os lucros.

O empresário comerciante, pecuarista e lavoureiro Sebastião Piovesan, popular Tião Piovesan ao vivo na Rádio Tucunaré no programa “Café com o produtor” no domingo dia 26, anunciou os avanços e potenciais da região.

A produção de suas propriedades, está na média dos demais sojicultores do estado de MT com 56 a 58 sacas por hectare. Tal quantia é considerada uma boa média e o custo, Tião acredita que está em torno de 30 a 40 sacas por hectare com uma lucratividade de 15 a 18 sacas, ou seja, de 15 a 18 sacas por hectare.

A colheita do milho safrinha está adiantada com cerca de 70% das áreas colhidas e também o milho ou outra cultura como feijão são plantadas para diversificar o plantio na região, explicou Tião.

Sobre a implantação de uma grande empresa de usina de álcool de milho em Lucas do Rio Verde, a região do Vale do Arinos será beneficiada e os resíduos servirão para os confinamentos. “isso é ótimo, e atuará diretamente na valorização de nossos produtos”, disse.

Os empresários da usina de Milho estiveram em Juara em busca de parceiros produtores de milho devido o resíduo do DDG usado nos confinamentos e ainda com intenção de comprarem os resíduos de madeira, cavaco, para queima, afim de promover a produção de energia da usina, informou o empresário.

Outras duas usinas devem ser instaladas em MT onde um será no sul e outra no nortão do estado e a esperança que o Vale do Arinos seja escolhida e assim, Tião recomenda que o nossos políticos ofereçam estímulos para que ela se instale na região, pois serão 1700 ofertas de emprego direto que a empresa gerará , onde o DDG servira a pecuária que baixara o custo do pecuarista, sem considerar os empregos indiretos, com impacto para mais de 5.000 mil empregos com grande impacto no comércio local de forma intensa, melhorando o padrão de vida dos moradores de Juara, citou o empresário.

Ao encerrar a entrevista, Tião se colocou à disposição e se disse otimista, por olhar o município rumo a um grande crescimento, pois acredita no potencial de Juara, que deverá em prazo curto, ser uma grande potência na produção de grãos. “ Juara é a bola da vez e os empresários do mundo estão percebendo isso”, encerrou.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo