Juara (MT), 23 de julho de 2017 - 20:37

? ºC Juara - MT

Economia

06/03/2017 07:00 Acesse Notícias

Piscicultora abre o jogo e conta a perseguição que sofreram os piscicultores de Juara nos últimos 3 anos.

Na última sexta-feira (3) ao vivo no quadro de entrevista do Repórter Tucunaré, a ex-presidente da COOPERARINOS Tania Schneider contou todo o constrangimento que viveram os produtores com os fiscais do poder público, que não estavam tentando vender o produto e nada podiam fazer. E como se  não bastasse, fizeram campanha contra a COOPERARINOS indo em pontos de venda, restaurantes da cidade alertando para que não comprasse produto dos piscicultores de Juara, porque seriam presos. “Começou assim a se criar uma pressão e diante disso fomos obrigados as processar esse peixe... Por isso surgiu a intenção de lutar pela vinda de um frigorífico de peixes em Juara”, contou.

Traumatizada, a piscicultora relatou que foram perseguidos de forma intensa em Juara.

Com muito esforço dos cooperados, com muito esforço da população e com muito esforço de Novo Horizonte e de Porto dos Gaúchos colaboraram para a construção do frigorifico em Juara, informou Tânia.

Tânia conta ainda, que após muito sacrifício, em maio de 2015 aconteceu a inauguração do frigorífico de peixes, “mas todas autoridades estiveram presentes, com você disso, vice daquilo, veio vice-governador, veio que nem sabia que existia e foi tudo bonito e nós ficamos ali com um frigorifico sem licença para trabalhar”, disse.


Eu não sei se é burocracia ou má vontade mesmo, eu sei que nesse período aí em maio, fará três anos, que teria que estar o frigorífico pronto, com entrada no licenciamento e só quarta-feira passada é que saiu”- Tânia Schneider

Eu não sei se é burocracia ou má vontade mesmo, eu sei que nesse período aí em maio, fará três anos, que teria que estar o frigorífico pronto, com entrada no licenciamento e só quarta-feira passada é que saiu”, desabafou Tânia.

Durante esse período de espera foi acumulando um enorme prejuízo aos produtores, com dois anos com o peixe no tanque esperando a licença sair.

A licença concedida pela SEMA, recém expedida ao frigorifico de Peixe de Juara é para 300kg de peixe dia, embora a capacidade física da estrutura é de 1000 kg de peixe dia.

O atual secretário de agricultura Mauro Dirame, explicou que a piscicultura é excelente para gerar renda aos produtores e está a disposição com técnicos para ajudar os piscicultores tanto na parte técnica como burocrática.

Agora que a licença da SEMA foi liberada, o município que possui o SIM - Selo de Inspeção Municipal poderá vender para outros municípios e isso abre portas para o pescado de Juara e por isso, está empenhado em resolver mais essa questão.

Para a Prefeitura de Juara poder dar o selo SIM aos piscicultores, a prefeitura precisou montar o código de serviço de inspeção, de acordo com as leis federais e após revisão, Mauro acredita que falta apenas fazer o Decreto.

Se o peixe é abatido no frigorifico, os produtores poderão fornecer para escolas, restaurantes e demais pontos comercias.

Os veterinários da Prefeitura estão responsáveis pela inspeção.

 


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo