Juara (MT), 24 de outubro de 2017 - 08:55

? ºC Juara - MT

Economia

11/09/2017 17:01

Sinop, Sorriso, Lucas e mais sete municípios respondem por metade das exportações de MT no ano

Dez municípios de Mato Grosso, líderes na produção de grãos, responderam por mais da metade do saldo das exportações do Estado. Juntos, eles adicionaram US$ 5,244 bilhões ao montante total de US$ 8,487 bilhões faturados por 81 municípios exportadores no Estado, entre janeiro e agosto deste ano.

Liderados por Sorriso, os municípios de Rondonópolis, Querência, Sinop, Nova Mutum, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Campo Novo do Parecis, Sapezal e Diamantino compõem a lista e garantiram 61,78% do saldo das exportações. Além disso, conseguiram elevar em 2,80% a receita financeira gerada com o embarque de produtos para os mercados internacionais.

No mesmo período do ano passado foram assegurados US$ 5,101 bilhões com vendas externas negociadas pelos 10 maiores exportadores municipais de Mato Grosso. Outra constatação é que a quantidade de municípios mato-grossenses que venderam produtos para outros países aumentou, já que em 2016 esse número ficou restrito a 75 municípios. Eles movimentaram US$ 8,265 bilhões em exportações no ano passado.

Para o economista especializado em Comércio Exterior, Vítor Galesso, o surgimento de novos municípios exportadores é positivo para o desenvolvimento do Estado. “Significa que mais empresas estão aderindo às exportações. Demonstra que o potencial econômico e industrial de Mato Grosso preserva condi- ções de se desenvolver. Há mais pulverização. A concentração é sempre ruim nesses termos”, observa.

Contudo, ainda é preciso agregar valor aos produtos e diversificar os itens exportados, complementa o economista. De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), 8 municípios mato-grossenses figuram ainda entre os 100 municípios brasileiros que mais negociaram com o mercado internacional.

Por posicionamento no ranking nacional de exportadores, Sorriso ocupa a 1ª colocação estadual e a 25ª nacional. É sucedido por Rondonópolis ( 2º no Estado e 38º no país), Querência (3º no Estado e 57º no país), Sinop (4º estadual e 70º nacional), Nova Mutum (5º estadual e 71º nacional), Primavera do Leste (6º estadual e 75º nacional), Lucas do Rio Verde (7º estadual e 79º nacional) e Campo Novo do Parecis (8º estadual e 85º nacional).

“Ser líder na exportação ajuda muito. Negociamos produtos primários e que têm ajudado a segurar a balança comercial brasileira”, comenta o secretário de Desenvolvimento Econômico de Sorriso, Cláudio Drusina. Segundo ele, os municípios adjacentes a Sorriso são beneficiados, já que também encontram a oportunidade de vender seus produtos e elevar a arrecadação de impostos.

Por sua vez, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Daniel Brolese, aponta que o município vende sua produção principalmente para a China, Rússia, Espanha e Egito. Ele destaca o crescimento do agronegócio no município. “Sinop se tornou uma referência no Norte do Estado por seu desenvolvimento”. A projeção é que o município seja habitado por meio milhão de pessoas até 2030. “Se tiver uma média de crescimento de 6% ao ano, mas já crescemos muito mais”.

O secretário acrescenta que o município se destaca como polo educacional, com 17,2 mil universitá- rios. Os serviços prestados no município atendem 32 cidades da região. “Em fevereiro deste ano foram registradas 875 empresas novas e hoje já estão ativas no município 10,647 mil estabelecimentos”, conclui.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo