Juara (MT), 18 de junho de 2018 - 00:06

? ºC Juara - MT

Economia

21/02/2018 17:20 Acesse Notícias

Empresário visita Juara e estuda investir em usina de etanol de batata-doce

Aldo Marcos Silva, agricultor da cidade de Tangará da Serra, foi convidado pelo secretário de agronegócio e meio-ambiente, Mauro Dirammi, para participar de uma reunião e conhecer o potencial da região de Juara. Ele é responsável pela implantação de um projeto duma usina em Juína que produz etanol através da batata-doce.

Ele explica que a batata-doce é um tubérculo a base de amido, tanto quanto o milho. De acordo com ele, o processo desenvolvido acontece por meio do sistema de usina flex que é capaz de extrair o etanol tanto da batata-doce como do milho, sorgos ou qualquer fonte de amido.

Tudo acontece em um processo onde a batata-doce é esmagada e em seguida, adicionado uma enzima, posteriormente, o procedimento acontece como o da cana-de-açúcar, onde é feita uma fermentação e destilação.

O agricultor descreve que no caso da cana-de-açúcar, ao ser extraído o etanol se tem um vinhoto como residual. No caso da batata-doce, não se tem o residual e sim a alimentação animal, além do etanol resultante do processo.

De acordo com ele, já existem indústrias que fazem o procedimento. “O projeto é muito novo. Nós concluímos em 2016 e vem se estendendo desde 2007. Estamos no ramo de biodiesel desde 2003 e conseguimos juntar esses dois produtos que resultou na usina flex”, comunica.

Sobre a possível instalação da usina em Juara, Aldo revela que vai depender do interesse do poder público e de algum empresário que queira assumir. “A gente como empresa até tem interesse de investir aqui, porque a região tem esse potencial”.

A região possui uma grande quantidade de rebanho bovino que seria capaz de absorver toda a ração animal gerada nas áreas propicias para fazer o plantio da batata-doce.

“Por se tratar de uma batata-doce industrial, ela não tem um valor comercial para a mesa, mas tudo que um produtor produzir, a usina absorve, porque já planta atrelada a capacidade de produção da usina”, justifica.  

Ele observa que o projeto insere a agricultura familiar na matriz energética, compondo a cadeia produtiva de etanol de uma maneira ecologicamente correta e atendendo as exigências sustentáveis. “Elas estão se comportando muito bem em Mato Grosso e em nível de Brasil”, concluí.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo