Juara (MT), 20 de abril de 2019 - 02:20

? ºC Juara - MT

Economia

08/02/2019 05:34 Sonoticias

Produção industrial em Mato Grosso bate recorde e geração de empregos deve crescer

A indústria mato-grossense apresentou a melhor produção para o mês de dezembro desde 2011, constatou a pesquisa divulgada nesta quarta-feira, pela Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt). O indicador de produção registrou, em dezembro, 44,6 pontos, resultado mais próximo da linha divisória dos 50 pontos.

Houve queda de 1,9 ponto em relação a novembro. Segundo o estudo, isso “pode estar relacionado com a sazonalidade do setor industrial”. “Ao comparar a produção industrial entre os meses de dezembro de 2018 com o de 2017, observa-se aumento de 1,1 ponto”, informa.

Em dezembro, a utilização da capacidade instalada, que é o nível de uso do parque fabril, se manteve em 63% – mesmo resultado de novembro e 4 pontos percentuais acima do registrado em dezembro de 2017. O índice do emprego industrial caiu para 47,4 pontos no mês passado, mas a média anual superou os anos de 2016 e 2017 ao atingir 48,9 pontos. Os indicadores variam de zero a 100 pontos, acima dos 50 demonstra aumento e abaixo queda.

A pesquisa mostra que todos os indicadores referentes às expectativas dos empresários ficaram acima dos 50 pontos, o que demonstra o otimismo dos industriais. Eles se mostraram confiantes em relação ao aumento da demanda e contratação de pessoal, respectivamente 59,1 e 57,4 pontos. Essa perspectiva pode ajudar a recompor os estoques, que caíram em dezembro para 44,1 pontos, e o nível de estoque planejado também registrou queda ao ficar em 46,4 pontos. Em relação à compra de matéria-prima, a expectativa saltou de 51,7 para 56,7 pontos, enquanto a intenção em exportar os produtos se manteve em 52,3 pontos.

“Continuamos com os mesmos problemas, como a alta carga tributária, apontada na pesquisa como o principal entrave do setor industrial. Contudo, as perspectivas estão melhores do que novembro e dezembro, talvez em função dos novos governos e novas medidas esperadas. Esse otimismo é muito importante porque nos faz pensar em investimento. Esperamos seguir nessa tendência de alta e que a economia se recupere”, avaliou o vice-presidente do Sistema Fiemt, Sérgio Antunes.

A pesquisa constatou uma piora na situação financeira das empresas no quarto trimestre ao marcar 47,9 pontos e uma queda na margem de lucro operacional, que ficou em 43,5 pontos. O acesso ao crédito subiu para 42 pontos, mas ainda abaixo da linha dos 50 pontos. Já o preço da matéria-prima atingiu 57,3 pontos, informa a assessoria da federação.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo