Juara (MT), 16 de setembro de 2019 - 12:20

? ºC Juara - MT

Economia

10/06/2019 06:29 A Gazeta

Comércio projeta vendas maiores durante festas juninas em Mato Grosso

As festas juninas animam o comércio de confecção, acessórios e o setor de alimentação por todo o país. Em Cuiabá, redes de supermercados esperam que o consumo de alimentos típicos dos festejos juninos acrescentem, em média, 10% às vendas do setor neste mês, em comparação com junho do ano passado. O bônus no faturamento é esperado com o aumento na demanda por pipoca e produtos de rotisseria como pamonha, sopa paraguaia e cachorro quente, exemplifica a gerente geral de Operações da rede de supermercados Comper, Izilda Maria da Silva. Bebidas quentes e vinhos também ajudam a elevar o faturamento do mês. Segundo ela, na comparação com o ano passado, os preços dos produtos permanecem estáveis.

Lojas de fantasias chegam a vender 30% a mais em junho, em comparação com outros meses do ano, afirma a sócia-proprietária da Vivah Fantasias, Mary Echeverria. Ela nutre expectativa de desempenho superior nas vendas de trajes típicos para as comemorações juninas também em relação ao ano anterior. “Trabalho com locação e também confecciono os vestidos. Temos produtos a partir de R$ 50 até R$ 200”, comenta.

Carlos Dias, gerente da Fábrica Festas, revela que a demanda para a data já começou em maio e a tendência é que o movimento continue até meados de agosto. A loja fez uma pesquisa de mercado para esse período e levantou que a maior parte das festas juninas realizadas por escolas será na 1ª quinzena do mês. Por isso a loja está repleta de novidades, como bandeirolas, toalhas temáticas e painéis para fotos. “Deve chegar bastante novidade até a 1ª quinzena deste mês. Até ampliamos a nossa loja de fantasias para atender melhor o pessoal nesse período”, informa. A loja foca na diversidade de artigos e espera alta de 5% a 7% nas vendas da data este ano.

Maycon Novaes, gerente da Mundo Festas, também informa que a demanda está bastante aquecida desde maio. “Estamos bem esperançosos com a procura deste ano”. A loja espera aumento de 30% nas vendas. Para atingir o incremento e burlar a queda nas vendas, a loja investiu agora também no delivery de peças. “Mantivemos o estoque, mas conforme cresce a procura vamos atualizando o estoque”. A data é a 2ª melhor para as lojas do segmento e perde apenas para o Carnaval.

Vera Lapienis, proprietária de uma pousada no Pantanal, aproveitou o tema para preparar a festa surpresa de aniversário de um hóspede. “Tem hóspedes da Argentina, Estados Unidos e Inglaterra. Eles estão no Pantanal para um curso de fotografia. Acho que é um registro muito legal para marcar a experiência deles no Pantanal, comemorando o aniversário de um deles com o tema festa junina, que só tem no Brasil”, avalia a empresária.

Davinne Caprini, 30, é mãe do pequeno Davi, 5. Cursando o jardim 2 na escola, o garoto irá participar da festa junina da instituição de ensino pela 2ª vez este ano. A mãe diz que o filho ama se fantasiar e já escolhe até a roupa para a festividade. “Vou confeccionar eu mesma uma fantasia. No ano passado paguei R$ 80 em tudo, como camisa e chapéu, só para a festa junina. Este ano acho que vou gastar a mesma média de preço”, calcula. “Eu acho superbacana, porque quando eu era criança sempre participei de festa junina. E ele se diverte muito”.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo