Juara (MT), 21 de julho de 2018 - 09:45

? ºC Juara - MT

Esporte

05/04/2018 09:17 SÓ Notícias

Sinop perde em casa para o Cuiabá a 1ª partida da final do mato-grossense

O Cuiabá acaba de vencer o Sinop, em pleno Gigantão, por 2 a 0, e construiu uma vantagem importante para decidir o título em casa, na Arena, domingo (8), a partir das 15hs. Mais de 6 mil torcedores assistiram o Galo ser derrotado. O time sinopense sentiu as ausências do atacante Juazeiro e de Duda, na zaga. Para piorar, Catê saiu, machucado, com menos de 15 minutos de jogo.

O primeiro tempo foi com muitas faltas e vários cartões amarelos dados pelo árbitro Wagner Reway. O Cuiabá fez o primeiro ataque com Hiltinho que chutou pela linha de fundo. Aos 6 minutos, o Sinop quase marcou e foi uma das melhores jogadas. Tiarinha foi derrubado na esquerda. Na cobrança da falta, a bola foi para a grande área, Dourado subiu e cabeceou tirando tinta da trave. Aos 10 minutos, o Sinop teve uma baixa importante, perdendo Catê uma das principais 'peças' no esquema montado pelo técnico Paulo Foiani. Ele machucou o tornozelo e saiu de campo chorando. Jeferson entrou e participou de poucas jogadas de ataque na etapa inicial. Dourado, do Sinop, fez falta, levou amarelo e estará fora da final na capital - mais um problema para o Galo. 3 minutos depois, o lateral Weriton, do Cuiabá, fez falta em Cabralzinho e também levou cartão. Aos 19, falta para o Sinop, pela direita. Pity mandou para a grande área e o goleiro do Cuiabá defendeu.

Conforme Só Notícias informou lance a lance, aos 21 minutos, saiu o gol do Cuiabá. Hiltinho fez bonita jogada a bola foi para Doda, que estava livre, aproveitou a falha de marcação, e mandou no canto do goleiro sinopense, repetindo o que ocorreu contra o Luverdense que saiu na frente no duelo da semifinal. Em desvantagem, e também sentindo a ausência de Juazeiro,  o Galo passou a atacar com mais velocidade em busca do empate. Em cobrança de escanteio, a zaga do Cuiabá cortou e, na sequência do lance, Gilmar, do Sinop, faz falta e levou amarelo. Aos 33, de novo o Galo chegou bem pela esquerda e Gilmar, na hora de chutar, dentro da área, foi travado por Weriton. O Cuiabá continuou perigoso pela direita. Aos 34 quase fez o segundo. Em seguida, Andre ganhou da zaga do Sinop, chutou e Naldo mandou para escanteio. Aos 37, falta perigosa para o Sinop e mais um amarelo, desta vez para Marcelo, que segurou Tiarinha. Pity cobrou, escorregou e a bola saiu pela linha de fundo. Outro bom ataque foi aos 41. Maranhense mandou para Gilmar chutar e o goleiro do Cuiabá ficou com ela. No final do primeiro tempo, o time da capital também perdeu um importante jogador do sistema defensivo. Marcelo Xavier sentiu dores na perna e Lucão entrou.

No volta para o segundo tempo, o Cuiabá mudou. Saiu Magno e entrou Zaqueu no meio campo. E o Cuiabá surpreendeu o Sinop logo com 4 minutos. Na falta pela direita, Hiltinho mandou a bola foi mandada para a grande área Lucão subiu mais que o zagueiro sinopense e fez o segundo gol do time da capital: 2 a 0. O gol foi um balde de água fria porque a expectativa da torcida era de empate logo nos instantes iniciais. Aos 9, João Paulo cobrou falta para o Sinop, o goleiro do Vitor rebateu, Gilmar ficou com ela, mandou e a bola passou muito perto. Gean levou amarelo por ter feito falta. Aos 15, Paulo Foiani mudou o Sinop tirando Dourado e colocando Cajano. Maranhense passou a jogar mais pelo meio com essa alteração. O técnico Itamar mudou o Cuiabá, aos 15 minutos, colocando o meia Giovani, vice-artilheiro, e tirou Doda, autor do primeiro gol.

Foiani mudou o Sinop, aos 28, em busca do primeiro gol. João Artur entrou para jogar mais próximo de Tiarinha. Pity, que estava muito cansado, saiu. João desceu pela esquerda, chutou e a zaga mandou para escanteio. Na cobrança outra vez a zaga cortou e o Cuiabá ficou com a bola. Ele deu ritmo mais intenso de ataque para o time sinopense que passou a pressionar mais, pela direita. Mas a zaga do time cuiabano cortava todas e foi garantindo a importante vitória. Aos 40, Escobar simulou falta e levou amarelo. Aos 46, em cobrança de falta, o goleiro Vitor subiu e ficou com ela.  O último lance do Sinop foi na cobrança de falta de Cabralzinho e o goleiro do Cuiabá segurou.

A presença de mais de 6 mil torcedores teve renda de R$ 72 mil.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo