Juara (MT), 24 de outubro de 2018 - 01:49

? ºC Juara - MT

Esporte

09/08/2018 05:49 Gazeta Esportiva

Cássio salva má atuação e Corinthians perde só por 1 a 0 no Chile

O Corinthians teve uma atuação muito abaixo da crítica na noite desta quarta-feira e só não viu sua chance de passar às quartas de final se esvair devido ao ótimo desempenho do goleiro Cássio. Com ao menos três defesas incríveis, o arqueiro só não conseguiu parar um gol de rebote de Carmona, no primeiro tempo, que determinou a vantagem mínima para o Colo-Colo no estádio Monumental, em Santiago.O Corinthians teve uma atuação muito abaixo da crítica na noite desta quarta-feira e só não viu sua chance de passar às quartas de final se esvair devido ao ótimo desempenho do goleiro Cássio. Com ao menos três defesas incríveis, o arqueiro só não conseguiu parar um gol de rebote de Carmona, no primeiro tempo, que determinou a vantagem mínima para o Colo-Colo no estádio Monumental, em Santiago.
Os dois times voltam a se enfrentar apenas no final deste mês, em duelo marcado para o dia 29 de agosto, na Arena Corinthians. Com o resultado desta noite, o Alvinegro precisa ganhar por dois gols de diferença para não depender dos pênaltis na busca pela vaga. Empate ou vitória mínima com gol do Colo-Colo (2 a 1, 3 a 2…) dão a classificação aos raçudos chilenos.
Enquanto o segundo embate não acontecesse, os comandados de Osmar Loss seguem sua caminhada no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. O próximo rival, por sinal, é o mesmo nos dois torneios. O time enfrenta a Chapecoense, no domingo, pelos pontos corridos, e, na quarta-feira, pelo mata-mata, ambas as vezes na Arena Condá.
O começo da partida em Santiago parecia mostrar um Corinthians bastante calmo frente ao estádio lotado e às tentativas de pressão do time da casa. O primeiro bom sinal veio com Pedrinho, que deu belo drible em Barroso logo em seu primeiro lance, passou por Insaurralde e só pecou ao tentar cruzar, mandando em cima da defesa chilena.
Esse início, no entanto, foi apenas um sopro de bom futebol dos alvinegros frente a um combativo, porém fraco tecnicamente Colo-Colo. Totalmente dependente de Valdivia, atleta com longo histórico de problemas físicos, o time da casa passou a empurrar o Corinthians ao seu campo e conseguiu impor certa pressão nas bolas alçadas na área, principalmente faltas laterais e escanteios.
O primeiro lance perigoso veio quando Paredes chutou de fora da área e Cássio mandou para o canto. Após a cobrança, a bola pipocou na área, a zaga não conseguiu tirar e Zaldívia, frente a frente com Cássio, parou em uma defesa com o corpo do arqueiro. Pouco depois, porém, o arqueiro corintiano não foi capaz de mandar o arremate de Lucas Barrios para longe, deu rebote e Carmona finalizou para o fundo do gol, abrindo o placar.
O tento, que teve grande mérito de Valdivia e Barrios na construção, deixou o jogo mais nervoso, com três cartões amarelos distribuídos em dez minutos. Sem bola rolando, a vantagem dos donos da casa seguiu intacta até o árbitro Wilmar Roldán decretar o final da primeira etapa.
O segundo tempo começou igual para o Corinthians, sem conseguir manter a posse de bola, mas com uma notícia muito ruim em menos de dez minutos: Gabriel chegou atrasado em dividida e Carmona valorizou na queda. O juiz Wilmar Roldán considerou que a falta merecia uma segunda advertência e mandou para fora o corintiano.
O jogo parecia que ficaria restrito ao lado corintiano do campo, com um a menos e a opção por repor Gabriel com a saída de Jadson, único meia da equipe. Léo Santos, que fez apenas um jogo oficial como titular na posição de volante, entrou com a missão de parar as investidas de Valdivia, principal arma chilena.
Os donos da casa, no entanto, se retraíram e passaram a dar a bola para o Timão, talvez por estratégia, talvez por cansaço pelo forte ritmo imposto na marcação. O Alvinegro, no entanto, só conseguiu ameaçar em uma rara boa jogada de Avelar com Pedrinho, que o lateral recebeu dentro da área e chutou rasteiro, para fora.
Observando que poderia ampliar a vantagem, o Colo-Colo contou com a vitalidade de Valdes, recém-colocado em campo. Em chute do meia, Cássio espalmou e Pérez mandou para fora no rebote. Depois, Barrios recebeu cruzamento livre na área e mandou no contrapé de Cássio, que fez linda defesa. No fim, em bate-rebate, mais uma vez o arqueiro apareceu para salvar e manter a desvantagem mínima.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo