Juara (MT), 20 de setembro de 2018 - 06:45

? ºC Juara - MT

Esporte

06/09/2018 05:41 Gazeta Esportiva

Botafogo e Cruzeiro ficam no empate no Brasileirão

Botafogo e Cruzeiro empataram por 1 a 1 em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos. O time alvinegro foi superior ao adversário durante a maior parte do jogo, mas esbarrou na grande atuação do goleiro Fábio, que fez grandes defesas e impediu a derrota da equipe mineira . O resultado fez o Alvinegro de General Severiano chegar aos 26 pontos e ocupar a 14ª posição. Já o Cruzeiro segue na sétima colocação com 32 pontos.

O resultado acabou premiando a atuação de Fábio que frustrou as esperanças da equipe do Botafogo que tentava a reabilitação após ser goleada pelo Grêmio. O time dirigido por Zé Ricardo pressionou durante a maior parte do jogo, mas esbarrou no goleiro cruzeirense que calou o grito de gol da torcida em vários momentos. O Cruzeiro teve uma atuação discreta e passou a maior parte do tempo preocupado em se defender.

Na próxima rodada, o Botafogo vai enfrentar o Fluminense, no Maracanã. O Cruzeiro vai visitar o Sport, na Ilha do Retiro.

O Botafogo começou a partida tentando imprensar o Cruzeiro, mas a equipe mineira se defendia bem. Com muitos jogadores no setor de marcação, as duas equipes encontravam dificuldades para chegar na área adversária. A torcida botafoguense, ainda sem motivos para vibrar, gastava suas energias em vaias para o volante Bruno Silva, ex-jogador da equipe de General Severiano.

Aos dez minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Após cruzamento na área, Erik desviou de cabeça para Luiz Fernando que tirou Murilo da jogada e bateu para colocar nas redes de Fábio.

Animado com a vantagem, o time dirigido por Zé Ricardo voltou a ameaçar aos 12 minutos em chute perigoso de Rodrigo Lindoso. Já o Cruzeiro, depois de sofrer o gol, tentou se organizar para buscar o gol do empate. Aos 16 minutos, Bruno Silva aproveitou um rebote da zaga para tentar concluir, de primeira, mas a bola desviou na zaga e chegou sem problemas ao goleiro Saulo.

O técnico Mano Menezes tentou acertar o posicionamento da equipe com gritos e colocou Thiago Neves para atuar mais perto de Raniel.

Só aos 29 minutos é que o Botafogo voltou a aparecer na área mineira em lançamento para Kieza, mas a zaga mineira conseguiu bloquear o atacante do time carioca. Três minutos depois, Erick foi derrubado por Henrique ao lado da área. Na cobrança, Kieza cabeceou mal e acabou afastando a bola da área mineira.
O Cruzeiro empatou aos 36 minutos. Raniel foi derrubado na entrada da área e, na cobrança, Edilson mandou uma bomba sem defesa para Saulo.

Logo depois, Luiz Fernando e Edilson se desentenderam após divididade e foram advertidos com o cartão amarelo.
Aos 42 minutos, os jogadores do Alvinegro carioca pediram a marcação de pênalti quando Fábio se chocou com Kieza após cruzamento na área, mas o árbitro mandou a jogada seguir.

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo sem o lateral-direito Edilson, substituido por ter recebido cartão amarelo no final do primeiro tempo. E o Botafogo voltou para o segundo tempo tentando marcar o gol de desempate. Com marcação adiantada, a equipe dirigida por Zé Ricardo não dava liberdade para os zagueiros do time visitante.

Mano Menezes promoveu a entrada de Rafael Sobis no lugar de Bruno Silva, muito vaiado pela torcida carioca ao sair de campo. Ao ser lançado pela primeira vez, aos 15 minutos, Sobis se livrou da marcação de Joel Carli, mas chutou torto, sem perigo para o gol de Saulo. Um minuto depois foi a vez de Thiago Neves concluir, mas Saulo fez fácil defesa.

Aos 17, após cruzamento de Moisés, Igor Rabello subiu mais do que a zaga adversária e cabeceou no travessão. Logo depois foi a vez de Rodrigo Lindoso cabecear na rede, pelo lado de fora, após lançamento de Marcinho.
Mais agressivo, o Botafogo quase desempatou aos 19 minutos. Luiz Fernando fez ótima jogada individual, entrou na área e bateu no canto, mas Fábio fez grande defesa e desviou para escanteio.

O goleiro do Cruzeiro frustrava a torcida do Botafogo com sucessivas defesas. Aos 24, Fábio desviou para escanteio, um chute de Kieza que recebeu, na área, um ótimo passe de Igor Rabello.

O time comandado por Mano Menezes só voltou a aparecer na área carioca aos 28 minutos, quando Rafinha, na pequena área, recebeu bom lançamento de Ariel Cabral e desperdiçou a chance.

Dois minutos depois, foi a vez do zagueiro Léo salvar o Cruzeiro quando Matheus Fernandes conseguiu desviar a bola das mãos de Fábio. Logo depois, o técnico Zé Ricardo trocou Kieza por Aguirre.

O jogo voltou a ficar equilibrado e, nos minutos finais, o Botafogo ainda criou uma nova chance, mas Fábio voltou a aparecer bem e a evitar o segundo gol, quando Ezequiel bateu contra o próprio gol ao tentar desarmar Aguirre.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo