Juara (MT), 16 de outubro de 2018 - 08:18

? ºC Juara - MT

Esporte

02/10/2018 06:54 Gazeta Esportiva

CBF confirma reciclagem de árbitros após erros na 27ª rodada do Brasileiro

Os erros de arbitragem que marcaram a 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro irão custar a presença dos trios envolvidos nas próximas partidas da competição nacional. Isso porque, nesta segunda-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou que as equipes de arbitragem envolvidas em lances polêmicos serão remanejadas e passarão por um período de “reciclagem” em competições de divisões inferiores.

Quem tornou a mudança pública foi justamente o chefe de arbitragem da entidade, Coronel Marinho, que confirmou que os árbitros Dewson de Freitas (Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro), Caio Vieira (Santos 1 x 0 Atlético-PR) e Sávio Pereira Sampaio (Inter 2 x 1 Vitória), junto com seus auxiliares, serão reavaliados em outras competições. Apesar de não ter sido garantido, a tendência é de que os trios atuem na Série B por algumas rodadas.

“Eu não gosto da palavra punição. Eu risco do meu dicionário. Existe um trabalho de melhoria do árbitro. Isso é feito com os árbitros e com os assistentes. Então existem outras competições para que eles possam estar atuando novamente, para que possamos estar reavaliando se é caso de voltar ou não para a Série A, que é a competição mais importante aqui e de uma exposição muito grande”, disse Marinho ao canal SporTV.

“Você vai numa outra competição analisar e esse é o nosso trabalho com os assistentes e com os árbitros. Vamos passar correções para eles, o Dewson (de Freitas, árbitro de Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro), o Caio (Vieira, árbitro de Santos 1 x 0 Atlético-PR) , o Sávio (Pereira Sampaio, árbitro de Inter 2 x 1 Vitória), e para a equipe deles, pois é um trabalho em equipe que falhou. Eles serão reavaliados e, se estiverem bem, voltam, se não, vão continuar lá”, explicou o dirigente.

O primeiro trio de arbitragem que será remanejado pela CBF trabalhou na partida entre Palmeiras e Cruzeiro. Liderada por Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA), a equipe com os auxiliares Hélcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA) marcou pênalti no toque na mão de Gustavo Gómez, que foi fora da área. O lance foi semelhante ao do jogo entre Inter e Vitória, que Sávio Pereira Sampaio (DF), Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF), apontaram a marca da cal.

Por fim, Caio Max Augusto Vieira (RN), Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN), que viram pênalti para o Santos na dividida entre Dodô e Rony, já na reta final do duelo diante do Atlético Paranaense, na Vila Belmiro, também serão reavaliados nas divisões inferiores. Na cobrança, Carlos Sánchez converteu e deus os três pontos ao Peixe.

“Temos que saber o porquê do erro. Posicionamento, falta de atenção? Trabalho de equipe falhou? Comunicação falhou? Planejamento falhou? Isso tudo tem que ser analisado. Se houve falha, tem que ser corrigido. Se houve falha do planejamento de equipe, vamos corrigir. Que é o caso dos dois lances mais importantes, do Palmeiras e do Internacional. O trabalho de equipe falhou. Tem que ser corrigido, reavaliado por eles”, finalizou Coronel Marinho.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo