Juara (MT), 16 de outubro de 2018 - 08:38

? ºC Juara - MT

Esporte

05/10/2018 05:35 Gazeta Esportiva

Fluminense volta a vencer Deportivo Cuenca e confirma a vaga na Sul-Americana

O Fluminense não encontrou dificuldades para confirmar sua classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana, ao derrotar o Deportivo Cuenca, do Equador, por 2 a 0, em partida disputada na noite desta quinta-feira, no Maracanã. Como havia vencido o primeiro jogo, também por 2 a 0, o Fluminense acabou com uma vitória por 4 a 0 no placar agregado. Na próxima fase da competição, o Tricolor das Laranjeiras vai encarar o Nacional, do Uruguai, que eliminou o San Lorenzo, da Argentina. Os gols foram marcados por Digão, no primeiro tempo, e Richard, na etapa final.

Diante de quase 40 mil pessoas, o Fluminense não encontrou a menor dificuldade para se impor diante de uma equipe limitada e com poucas ambições ofensivas. O time dirigido por Marcelo Oliveira dominou complemente e poderia ter saído com uma placar ainda mais folgado. No primeiro tempo, a equipe carioca dominou completamente e poderia ter saído com um placar mais avantajado.O time diminuiu o ritmo na etapa final, mas não chegou a correr riscos em função da fragilidade do Deportivo Cuenca.

Diante de uma torcida entusiasmada, o Fluminense partiu para o ataque assim que a partida foi iniciada. Aos quatro minutos, Sornoza lançou Luciano na área, mas o zagueiro Carabalí chegou primeiro e aliviou o perigo. Dois minutos depois, Sornoza cobrou falta na área, mas o árbitro marcou impedimento do ataque tricolor e interrompeu a jogada.

O Tricolor das Laranjeiras marcava a saída de bola do Deportivo Cuenca e impedia que o time visitante conseguisse se organizar. A equipe do Deportivo Cuenca cometia faltas seguidas para parar as jogadas, irritando os jogadores da equipe carioca.
Aos 14 minutos, Ayrton Lucas fez bom lançamento para Luciano na grande área, mas o atacante tricolor se atrapalhou e permitiu que a bola chegasse ao goleiro Heras.
A equipe equatoriana apenas se defendia e não conseguia acionar seus atacantes que eram obrigados a recuar muito para participar do jogo. O goleiro Júlio César participou, pela primeira vez , do jogo aos 19 minutos em cobrança de falta que não levou perigo.
O jogo seguiu intensamente disputado e com muitas faltas que truncavam o ritmo da partida. Aos 30 minutos, o técnico Marcelo Oliveira foi obrigado a fazer a primeira substituição. O lateral-direito Léo sentiu um estiramento na coxa esquerda e pediu para sair. O meia Mateus Norton entrou em seu lugar e Jadson foi deslocado para o setor direito.
Aos 33 minutos, o Fluminense marcou o primeiro gol. Após cobrança de falta, a defesa equatoriana falhou e o zagueiro Digão dominou e tocou para colocar a bola nas redes.
Logo depois, Everaldo recebeu ótimo lançamento do goleiro Júlio César e chutou cruzado para defesa de Heras. Na jogada seguinte, Everaldo arrancou pela esquerda e tocou para Jadson que colocou no canto e Heras fez grande defesa, desviando para escanteio. Na cobrança, Ibañez cabeceou e a bola tirou tinta da trave direita.

O segundo tempo começou com um susto para a torcida do Fluminense. Após lançamento para Pita, o goleiro Júlio César saiu mal do gol, se atrapalhou com o zagueiro Digão e a bola sobrou para Pita que bateu para fora, quando o gol tricolor estava vazio.
Só aos seis minutos é que a equipe carioca chegou na área equatoriana. Após boa combinação com Ayrton Lucas, Luciano toca para Mateus Norton que se livra da marcação, mas chuta fraco, nas mãos de Heras. Aos dez, depois de investida em velocidade, Sornoza faz bom passe para Luciano que bate forte. O goleiro Heras desvia para escanteio e evita o segundo gol.

Com grande vantagem, o time dirigido por Marcelo Oliveira tirou o pé do acelerador e passou a administrar o resultado, uma vez que o Deportivo Cuenca não conseguia ameaçar o gol tricolor.
Aos 28 minutos, Richard derrubou Martinez na entrada da área. De La Cruz bate no centro do gol e Júlio César defende sem dificuldades.
O Fluminense ampliou aos 30 minutos. Na sua primeira intervenção, Júnior Dutra arrancou pela esquerda e tocou para Everaldo que fez ótimo lançamento para Richard que apareceu nas costas da zaga. O volante tocou com categoria na saída de Heras para anotar o segundo gol.
Aos 44 minutos, Marcos Júnior teve a chance de marcar o terceiro gol, mas esbarrou na saída precisa do goleiro Heras que fechou o ângulo e impediu que o atacante tivesse sucesso.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo