Juara (MT), 17 de junho de 2019 - 20:58

? ºC Juara - MT

Esporte

06/06/2019 05:30 Gazeta Esportiva

Athletico Paranaense elimina o Fortaleza da Copa do Brasil

Em um jogo muito disputado na Arena da Baixada, decidido no detalhe, o Athletico Paranaense sofreu, mas bateu o Fortaleza por 1 a 0, gol do atacante Marco Rúben, no finalzinho da partida, garantindo a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil 2019. No primeiro confronto, empate sem gols na capital cearense.

Ao seu estilo, o Furacão começou a partida tocando a bola, valorizando a posse esperando por espaços para atacar. Aos cinco minutos, levantamento para Lucho, que desviou levemente de cabeça, com a bola sobrando para Rony, que finalizou por cima da meta. O Tricolor respondeu com Marlon, aos sete minutos, recebendo de Carlinhos e sendo travado na cara do gol no momento do arremate.

O time da casa tentava iniciar uma pressão, mas encontrava uma marcação forte pela frente. Aos 16 minutos, Léo Pereira lançou Márcio Azevedo em profundidade, mas a bola correu demais e saiu. Aos 23 minutos, Osvaldo abriu espaço na defesa rubro-negra e cruzou fechado para Rony aparecer no caminho e afastar. Aos 28 minutos, foi a vez de Araruna pegar sobra de bola e, de longe, chutar para boa defesa de Santos.

Madson conseguiu chegar ao fundo do campo, aos 30 minutos, e cruzou para Marco Rúben testar nas mãos de Felipe Alves. O Fortaleza não ficava só na defesa e levava perigo na frente. Aos 35 minutos, Romarinho partiu para a jogada individual e bateu para grande defesa de Santos. O troco veio com Nikão, que subiu na área para testar pela linha de fundo. Aos 43 minutos, Madson apareceu com liberdade na área, chutou cruzado e mandou direto para fora, desperdiçando um ótimo ataque.

Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem alterações. Aos cinco minutos, jogada ensaiada do Tricolor, com Osvaldo servindo Felipe, que chutou para defesa de Santos. O Furacão respondeu com Rony, aos sete minutos, com chute no meio do gol, fácil para Felipe Alves. O panorama da partida seguia semelhante ao do primeiro tempo, com o Rubro-Negro com dificuldade para impor seu jogo.

O tricolor chegava sempre com perigo. Aos 14 minutos, Carlinhos encontrou espaço para avançar e soltou o pé, por cima da meta. O técnico Tiago Nunes colocou o Athletico para frente, com a entrada de Marcelo Cirino no lugar de Wellington. Aos 24 minutos, Bruno Guimarães tentou resolver sozinho, fez fila, mas deixou a bola sair pela linha de fundo.

Com o time repleto de atacantes, o Furacão não saia do campo de ataque, mas sem conseguir criar, já demonstrando algum nervosismo. Aos 34 minutos, cruzamento de Nikão na medida para Marcelo Cirino, que não conseguiu dominar a bola. A situação ficou dramática para o Fortaleza, aos 35 minutos, com a expulsão de Carlinhos. Aos 41 minutos, Felipe Alves operou um milagre para parar desvio de Marcelo Cirino. Até que, aos 43 minutos, Marco Rúben, sempre ele, aproveitou cruzamento para testar firme e marcar o gol da classificação.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo