Juara (MT), 23 de maio de 2019 - 19:08

? ºC Juara - MT

Estaduais

20/02/2019 08:01 Midia News

Para pagar dívida de R$ 140 mi, MT deve manter escalonamento

O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo afirmou que o pagamento dos salários dos servidores públicos do Estado – relativo à folha de fevereiro – deverá ser feito novamente de forma escalonada.O secretário de Estado de Fazenda Rogério Gallo afirmou que o pagamento dos salários dos servidores públicos do Estado – relativo à folha de fevereiro – deverá ser feito novamente de forma escalonada.
 
Um dos principais problemas enfrentados pelo Executivo, segundo ele, é que, em março, o Governo precisa quitar uma nova parcela da dívida com o Bank of America, contraída ainda na gestão do ex-governador Silval Barbosa.
 
“O mês de março, já posso anunciar, se não ocorrer nenhuma arrecadação, a tendência é que haja novamente um escalonamento, já que ainda temos a parcela do banco americano”, disse o secretário.“Temos uma reunião marcada com o banco para ver se conseguimos uma condição melhor de pagamento. Mas a parcela vence no dia 10 de março. São US$ 36 milhões, o que totaliza R$ 140 milhões. Certamente vai afetar o calendário de março [pagamento de salários], acrescentou.
 
As declarações foram dadas durante entrevista ao programa Resumo dia Dia, na noite de segunda-feira (18).
 
Durante a entrevista, Gallo disse que as arrecadações previstas pelo Estado para este início de ano estão dentro da normalidade, contudo, não há qualquer sinalização de novos valores.
 
Um exemplo são os R$ 450 milhões relativos ao FEX (Fundo de Auxílio à Exportação) que deveriam ter entrado nos cofres do Executivo ainda no passado, mas segue sem previsão de pagamento.
 
“Estamos conseguindo manter as arrecadações previstas, mas não houve ainda nenhum evento de arrecadação que permitisse agregar valores para que pudéssemos trazer de novo o pagamento dos salários para dia o 10”, afirmou o secretário.
 
Ele disse que, além de manter tratativas com o Governo Federal no sentido de liberar os recursos do FEX, o Estado também trabalha com a possibilidade de conseguir recursos extraordinários por meio do Cira (Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos).
 
“Nenhuma dessas opções ocorreu até agora. Então vamos demorar, pelo menos seis meses - esperamos que seja antes - mas vamos continuar com os escalonamentos”, concluiu.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo