Juara (MT), 17 de junho de 2019 - 21:16

? ºC Juara - MT

Estaduais

25/05/2019 06:41 Folha Max

Em Mato Grosso, 14 cidades terão manifestações

Os apoiadores aos projetos e decisões do presidente da República, Jair Bolsonaro, já se preparam para a manifestação nacional por todo o país. Em Mato Grosso, serão 14 municípios que aderiram ao movimento, sendo que o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) estará presente na cidade de Rondonópolis (MT). A ação acontecerá em frente ao Rondon Plaza Shopping, no domingo (26), às 16h, na avenida Lions Internacional.

“Precisamos juntar forças para apoiar as decisões do nosso presidente e acabar com tantas picuinhas. Estarei presente neste manifesto, como um cidadão brasileiro, que busca o melhor para o Brasil e para Mato Grosso. Se abraçamos a mudança ao eleger o presidente, então queremos que aconteça o quanto antes. A população precisa entender que o país foi afetado com a má gestão do governo anterior e, não, desta gestão atual”, comenta Delegado Claudinei.

 

Uma das pautas que vem sendo trabalhada de forma intensificada pelo governo Bolsonaro é a aprovação da nova reforma da Previdência, em que conta com uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) para tratar sobre as alterações nas regras de aposentadoria. “Infelizmente, temos uma reforma com um déficit constatado em 2018 de R$ 295 bilhões na previdência. Isso pode gerar um colapso a qualquer momento e barrar até mesmo o pagamento de pensionistas e aposentados. O que é pior, as pessoas que estão para se aposentar, serem afetadas e não vão conseguirem se aposentar”, indigna o deputado.

As pessoas que vão sair nas ruas também vão defender o pacote anticrime do Ministério da Justiça e Segurança Pública que é um projeto de lei que visa combater à corrupção. Já a medida provisória 870 que aborda sobre a reforma administrativa para a redução dos ministérios tem validade até o dia 3 de junho deste ano e precisa ser votada. “É preciso que o Congresso vote o quanto antes. Tivemos uma notícia recente que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), importante órgão para o controle das atividades financeiras e que contribui para a fiscalização aos crimes de lavagem de dinheiro, foi tirado do Ministério da Justiça e agora é de responsabilidade do Ministério da Economia”, diz o deputado.

Claudinei esclarece que este não é um movimento político e que não foi convocado pelo presidente e, sim, uma manifestação voluntária aos apoiadores aos projetos do governo. “São pessoas que confiam no trabalho dele, nas decisões tomadas e que vão ser tomadas agora. Ele pegou um país bagunçado, todo cheio de corrupção, como a previdência praticamente quebrada com corrupção”, esclarece.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo