Juara (MT), 21 de julho de 2018 - 09:42

? ºC Juara - MT

Juara

09/04/2018 14:31

Carlos Sirena: cortes de despesas e acordos comerciais são feitos para diminuir crise econômica de Juara

O prefeito interino Carlos Sirena (PSDB) reuniu a imprensa local na manhã dessa segunda-feira, 9, para em uma entrevista coletiva revelar a situação econômica e dificuldades enfrentadas atualmente pela prefeitura municipal de Juara. Entre os problemas apontados pelo prefeito estão os evidentes buracos em diversos pontos da cidade, mais de trinta lâmpadas queimadas na Avenida Rio Arinos e entre outros.

Sobre a situação da coleta do lixo, outro problema encontrado,  o prefeito revelou que foi adquirido de aluguel um caminhão de lixo que estará dando o suporte ao veículo da prefeitura que está em manutenção, assim, depois de solucionado o problema, dois caminhões farão a coleta de lixo.

A falta de pagamento de fornecedores é outro contra tempo enfrentado. “Nós temos pendências com postos (de combustível), fornecedores de uma maneira geral, de peças, nós temos pendências sérias com medicamentos, com consórcio de saúde. E essa pendência toda, se pegarmos ao todo, fica acima de 6 milhões de reais, sendo 4 MI, somente do comércio local”, lamenta.

Uma das atitudes tomadas para solucionar esse problema foi cortar despesas e demitir servidores municipais. Com essa decisão, o prefeito informou que estão sendo economizados mensalmente cerca de 600 mil reais. "Claro que essa economia não reflete logo no primeiro mês, esse reflexo teremos logo mais a frente", pontua. 

Outra situação para arrecadar recursos está no pagamento por parte dos contribuintes do Imposto Predial Urbano (IPTU), que irá vencer no dia 30 de abril para os que optarem pelo parcelamento. Também é autorizado o parcelamento do valor do imposto, aos contribuintes/proprietários que não optarem pelo pagamento à vista.

O valor poderá ser parcelado em até 8 (oito) parcelas, iguais e sucessivas, sem concessão de desconto, nem incidência de juros, correções e outros acréscimos, desde que o pagamento seja efetuado seguindo o seguinte cronograma de data de vencimento

Recurso de 1,5 MI para recuperação asfáltica

No dia 7 de março, foi anunciado que o governo do Estado finalmente efetuou o pagamento de 1,5 milhões de reais para ser feita a recuperação asfáltica de um trecho da Avenida Rio Arinos e Avenida Ayrton Senna. Carlos Sirena assegurou que existe de fato a emenda parlamentar do deputado estadual Oscar Bezerra (PV) na ordem do referido valor e um convênio com a empresa Zopone responsável pela pavimentação asfáltica, porém o pagamento não foi efetuado no ano passado para a empresa responsável, uma vez que de acordo com o prefeito, o governo do estado não repassou o recurso para a prefeitura em data anterior, o fazendo somente esse ano.

Sem receber, a Zopone reluta em fazer a recuperação asfáltica. “A empresa não faz mais (o trabalho) nesse valor (1,5 MI), porque estragou mais a Avenida”, disse.

Ao ser questionado pela reportagem da rádio Tucunaré e site Acesse Notícias se a Zopone quer um reajuste para executar a obra, o prefeito pontou que é possível atender a essa solicitação dentro da legalidade, no entanto o real problema é que a empresa detentora da licitação está relutando em vir. “O reajuste se for de forma legal, a prefeitura se compromete a fazer. Prefeitura não é como particular, existe a parte burocrática e para tudo tem que se fazer uma licitação.”, esclareceu.  

Segundo o representante do executivo municipal, um diálogo constante está sendo feito visando solucionar esse problema e assim realizar a recuperação. “Porém”, discorre o gestor, “nós nos esbarramos na parte legal. Existe uma licitação, existe um dinheiro na conta determinado para aquela obra, não é permitido legalmente que o poder público vá lá e faça alguma coisa. Não vou dizer um paliativo, ou alguma coisinha que amenize a situação, mas não é permitido que se gaste um montante de dinheiro em cima de uma obra que foi licitada”.

Com todo esse cenário negativo vivenciado pelo município, o prefeito observa que o lado positivo que pode ser enxergado é a participação popular, das instituições, do poder judiciário, poder legislativo e o empenho de servidores municipais.

De acordo com informações, existe um dinheiro depositado em conta judicial referente a uma Usina que fica em divisa com Juara e o município de Alta Floresta, no entanto, o prefeito Carlos Sirena informou que foi iniciada uma demanda judicial para saber o que teria direito de percentual cada uma das duas cidades.

“A prefeita (afastada) Luciane (na época) fez um acordo judicial para agilizar o processo e chegar a valores percentuais. No momento de ser homologado o pagamento com relação a ISSQN, e outras coisas que a empresa tem que pagar, entrou na ação, Nova Monte Verde, município vizinho que entendeu que também tinha alguma coisa a receber”.

Sobre esse repasse a ser feito, a ação está judicializada e se encaminhando para acontecer, o que se for feito, pode ser mais uma das alternativas para superar a crise econômica do município.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo