Juara (MT), 19 de janeiro de 2019 - 08:02

? ºC Juara - MT

Juara

08/01/2019 07:30 Acesse Notícias/Rádio Tucunaré

Médio ortopedista de Juara, Dr. Ricardo Almeida fala sobre doença no músculo esquelético no ambiente de trabalho.

Os problemas de coluna mais comuns são lombalgia, artrose e hérnia de disco, que afetam principalmente adultos e podem estar relacionadas ao trabalho, má postura e sedentarismo.

Quando a dor na coluna é intensa, persistente ou quando é acompanhada por sintomas como dor, queimação, formigamento ou outra alteração de sensibilidade na coluna, braços ou pernas, é importante procurar um ortopedista para que sejam realizados exames. O tratamento pode incluir uso de remédios, fisioterapia e por vezes, cirurgia.

Em entrevista ao repórter Tucunaré, o médico ortopedista de Juara, Dr. Ricardo Almeida explicou que essas doenças envolvem toda ergonomia no ambiente de trabalho, e os problemas dos músculos tendini pode ser evitado por meio de medidas a serem tomadas.

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) recomenda que todo ambiente de trabalho, seja ele de esforço físico maior, trabalhos burocráticos entre outros tenham adequação ergonômica com universo de ajustes, como altura da cadeira de trabalho, da bancada, variando de acordo com a estatura de cada trabalhador, posicionamento dos pés evitando que a lombar fique muito flexionada, nível correto do monitor do computador, entre outras medidas ergonômicas essências para evitar a doença ocupacional.

O medico explicou ainda que hoje, o mercado moderno conta com teclados ergonômicos e protetores de punhos que irão ajudar o funcionário a evitar esses problemas.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) é a lei trabalhista do Brasil exige que haja pausa no trabalho de pelo menos 15 minutos a cada hora e período de descanso ao longo da rotina de trabalho, evitando doença no musculo esquelético no ambiente de trabalho.

O Brasil é recordista em processo de trabalho com doenças ocupacional, mesmo com a nova Lei de Reforma Trabalhista, e para isso, as empresas precisam estar preparadas juridicamente e ergonomicamente para evitar esse tipo de problema que tem sido muito frequente no País.

Para finalizar, o ortopedista explica que os coletes a serem usados precisam também ser de forma adequada e ter orientação médica, para que não ocasionem ainda mais o problema no paciente.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo