Juara (MT), 21 de outubro de 2018 - 10:11

? ºC Juara - MT

Mundo

26/09/2018 05:25 G1 - Mundo

Presidente do Irã rebate críticas de Trump e diz que ONU não faz parte da administração dos EUA

Em discurso na Assembleia Geral da ONU na tarde desta terça, Hassan Rouhani criticou ações de Donald Trump para desfazer acordos assinados por Obama e afirmou que a 'segurança internacional não é um brinquedo da política doméstica americana'.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou na tarde desta terça-feira (25), que os Estados Unidos, "pelo menos a administração atual, parecem determinados a tornar ineficazes todas as instituições internacionais". Em seu discurso na 73ª edição da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, ele reclamou da posição de Trump de abandonar o acordo nuclear multilateral com o Irã – feito durante o governo Obama –, mas depois sugerir novas negociações bilaterais logo depois de impor novas sanções contra o país.O presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou na tarde desta terça-feira (25), que os Estados Unidos, "pelo menos a administração atual, parecem determinados a tornar ineficazes todas as instituições internacionais". Em seu discurso na 73ª edição da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, ele reclamou da posição de Trump de abandonar o acordo nuclear multilateral com o Irã – feito durante o governo Obama –, mas depois sugerir novas negociações bilaterais logo depois de impor novas sanções contra o país.
"Como o Irã pode entrar em um acordo com uma administração que viola as políticas de seu antecessor?", afirmou ele. "Começar um diálogo passa por acabar com as ameaças e sanções injustas que nega os princípios da ética e da lei internacional."
Rouhani criticou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ter se retirado do acordo nuclear multilateral firmado com o Irã, em maio. O acordo, negociado pelo antecessor de Trump, Barack Obama, fez o Irã se comprometer a limitar suas atividades nucleares em troca do alívio em sanções internacionais.
Leia também: Temer destaca isolacionismo, intolerância e unilateralismo como desafiosAtaque de Trump e resposta de RouhaniNa manhã desta terça, o Irã foi atacado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que disse que os líderes iranianos fazem parte de uma "ditadura corrupta" e buscam semear "caos, morte e destruição". De acordo com Trump, diante desse quadro, os EUA lançam uma campanha de pressão econômica para impedir o acesso do Irã a fundos para desenvolvimento regional. Pedem, além disso, que as nações aliadas isolem as lideranças iranianas, enquanto ainda houver agressões.
Pelo Twitter, Trump também afirmou nesta terça que não planejava um encontro com Rouhani. O presidente do Irã, então, usou seu tempo de fala na ONU para convidar Trump a voltar à mesa de negociação multilateral e afirmou que, para retomar o diálogo, não seria necessário uma oportunidade para posar para fotos.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo