Juara (MT), 13 de novembro de 2019 - 09:20

? ºC Juara - MT

Mundo

02/11/2019 04:24 R7

EUA acusam Rússia de desestabilizar o Chile; russos protestam

O governo dos EUA denunciou a ingerência de outros países nos protestos que sacodem o Chile há duas semanas e declarou que agentes russos tentaram exacerbar nas redes sociais as divisões na sociedade chilena.

Nesta sexta-feira (1), autoridades russas repudiaram as acusações dos EUA, afirmando que fazem parte de uma campanha para manchar a política exterior russa.

A suposta intromissão russa nos protestos do Chile foi mencionada pelo presidente americano, Donald Trump, em uma conversa que teve por telefone com o mandatário chileno, Sebastian Piñera, na quarta-feira.

Mas a Casa Branca não especificou quais países supostamente estão interferindo nos protestos no Chile.

A Rússia reagiu: "O governo dos EUA se aproveita da complexa situação interna no Chile para continuar suas tentativas de manchar a política exterior do nosso país", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Riabkov, segundo a agência Interfax.

'EUA já usaram este método sujo', diz russo

O vice-ministro acrescentou que essas acusações não são novas. Segundo ele, Washington "já utilizou esses métodos sujos em diversas ocasiões".

Riabkov ressaltou que a Rússia não interfere nem interferirá nos assuntos internos e processos eleitorais de outros países. Um dos principais escândalos envolvendo Trump é um suposto conluio com o governo russo para, justamente, interferir nos resultados das eleições de 2016, vencidas por ele.

Em entrevista à Agência Efe na semana passada, o encarregado do Departamento de Estado para a América Latina, Michael Kozak, disse que os EUA identificaram nas redes sociais "contas falsas" procedentes da Rússia que tentam disseminar a discórdia.

"Respeitamos a soberania dos Estados. Não deve haver nenhuma dúvida sobre a nossa política, firme e consequente. Estou certo de que os políticos chilenos e a sociedade chilena compreendem isto perfeitamente e de que as intrigas mal-intencionadas dos EUA não darão o resultado esperado por Washington", enfatizou.

Na última sexta-feira, o Chile assiste a uma das maiores manifestações populares de sua história, com mais de 1 milhão de pessoas tomando o centro de Santiago para protestar contra o governo. Mas os chilenos não estão sozinhos em sua revolta. Em todo o mundo, as pessoas se reuniram para reclamar, em geral contra graves problemas econômicos, corrupção ou os dois ao mesmo tempo


Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo