Juara (MT), 20 de novembro de 2017 - 15:04

? ºC Juara - MT

Policia

20/10/2017 17:48 Acesse Notícias

Exclusivo: Promotora de justiça oferece denúncia contra empresário acusado de estupro em Juara

Na última semana, a polícia civil prendeu um empresário acusado de abusar sexualmente de uma criança de 11 anos de idade, na ocasião, o nome do envolvido não foi divulgado para a equipe da rádio Tucunaré e site Acesse Notícias. Porém a promotora de justiça, Roberta Seragatti falou com exclusividade para esta reportagem e confirmou que o acusado trata-se de Antônio Campos Sobrinho, popular Baixinho. Uma foto do momento em que ele foi preso circulava pelas redes sociais. 

Roberta explicou que recebeu o inquérito policial, ontem, dia 19, e deverá oferecer a denúncia contra Antônio e Pedro Alves Teixeira, que também foi denunciado pela vítima, ainda nessa sexta-feira ou até no próximo dia 23 de outubro.

Roberta Sheregatti explicou que somente Antônio foi preso devido o juiz ter entendido que os fatos foram recentes, enquanto Pedro, abusou da garota quando ela tinha entre 5 a 6 anos e na ocasião, ele tinha um relacionamento amoroso com a mãe da vítima.

“O magistrado colocou em sua decisão que como os fatos ocorreram a longo tempo, e tendo em vista que não existe mais contato entre ele e a vitima, não haveria a necessidade de garantir a ordem pública”. Esclareceu a promotora. Segundo ela, Pedro ainda poderá ser preso no decorrer das investigações.

A pena para o crime de estupro de vulnerável gira em torno de 8 a 15 anos de reclusão. “Para as penas fixadas em mais de 8 anos, o regime de cumprimento de pena é o inicialmente fechado”.

No decorrer das investigações existem indícios que pesam contra os dois acusados, no entanto, o processo ainda não está finalizado e os indivíduos têm direito de defesa. A promotora esclareceu que na fase inquisitorial não foi colhido nenhum indicio de conivência da família, se for confirmado a participação, os mesmos também serão indiciados.

Com relação aos abusos, a representante do Ministério Público frisou que eles acontecem muitas das vezes dentro do seio familiar. Ela orientou para que as mães fiquem atentas em relação aos companheiros e maridos.  

Nos casos de fora, é verificado que existe alguma prestação pecuniária, ou seja, os abusadores se utilizaram na maioria das vezes de presentes e até dinheiro para ganhar a confiança da vítima.

As investigações continuam e a denúncia será feita até a próxima semana.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo