547x104

Juara (MT), 22 de fevereiro de 2019 - 02:04

? ºC Juara - MT

Policia

02/02/2019 08:33 acessenoticias

Morador de Alta Floresta é preso em Juara portando arma que pertencia a sargento assassinado

Um morador da cidade de Alta Floresta foi detido pela Polícia Militar na tarde desta sexta-feira, dia 01 de fevereiro, juntamente com seu filho menor na cidade de Juara, em uma abordagem policial.

Segundo o soldado PM Lorenzetti, em rondas ostensiva, a guarnição parou o suspeito e ao fazer abordagem de rotina, percebeu que o condutor do veículo apresentava nervosismo e seu filho menor tentava desvencilhar de algo perto da calçada, momento em que os policiais pediu que o menor votasse próximo ao veículo, e ao revista-lo encontrou com o menor uma arma de fogo tipo pistola PT 638 nova.

A arma encontrada em poder do menor, filho do acusado pertencia a um sargento da Polícia Militar José Frei de Barros, popular “Sargento PM Barros que foi assassinado no Bairro Vila Nova na cidade de Alta Floresta, onde a constatação foi feita via checagem da Polícia Militar de Juara.

Para a Polícia Militar de Juara, o acusado informou que comprou a referida arma na Vila Industrial em Alta Floresta e teria pago cerca de R$ 3.000,00. Ele não revelou o nome do possível vendedor, mas disse que quando adquiriu a pistola estava sob efeito de bebida alcoólica.

Quanto a legalidade da arma, o acusado disse que tinha pleno conhecimento, porém disse que é normal adquirir esse tipo de arma no mercado negro, ou seja, ilegalmente.

O acusado disse aos policiais que trabalhava em uma fazenda no município de Juara, mas que teria mudado para Alta Floresta e que estaria em Juara para resolver algumas pendências.

Com ele, além da arma foram encontrados e aprendidos cheques de diversos valores e de diferentes bancos, entre eles, um no valor de R$ 29.500,00 dois cheques de R$ 6.500,00 e mais um no valor de R$ 40.000,00 e outro de valor não revelado todos pré-datados e de pessoas diferentes.

Após todos os procedimentos legais na forma da lei, o homem foi encaminhado para a Polícia Judiciária Civil para os demais procedimentos.

Os dois filhos menores também foram apreendidos e deverão ser acompanhados por órgão de direito (Conselho Tutelar).

 


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo