Juara (MT), 23 de agosto de 2019 - 09:19

? ºC Juara - MT

Policia

14/08/2019 07:58 Midia News

Servidor admite furto de 11 celulares no Paiaguás e é exonerado

A Polícia Civil identificou o autor de um furto aparelhos celulares ocorrido dentro do Palácio Paiaguás, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Trata-se de um servidor – de identidade não revelada – que trabalha há mais de 16 anos no prédio. Ao todo, 18 celulares foram furtados, mas o suspeito confessou que levou 11.A Polícia Civil identificou o autor de um furto aparelhos celulares ocorrido dentro do Palácio Paiaguás, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Trata-se de um servidor – de identidade não revelada – que trabalha há mais de 16 anos no prédio. Ao todo, 18 celulares foram furtados, mas o suspeito confessou que levou 11.
 
O crime aconteceu no dia 18 de abril deste ano. De acordo com a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos da Capital (Derf), o funcionário do Estado foi denunciado por uma testemunha e, após ser ouvido, confessou ter furtado os 11 aparelhos.
 
Diante da confissão, o Estado fará o desligamento do servidor, que é comissionado.
 
Os celulares haviam desaparecido de um armário do setor administrativo da Casa Civil e o caso foi denunciado na Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública, no dia 23 de abril, com a confecção de um boletim de ocorrência.
 
Todas as informações foram repassadas à Polícia Civil, inclusive os dados dos aparelhos telefônicos, como número de série, entre outras informações. 
 
Com os dados fornecidos pelo Governo, o caso foi encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos, que realizou todo o procedimento investigatório.
 
Na manhã desta terça-feira (13), após depoimento de uma testemunha, a investigação se desdobrou e culminou com a condução de um servidor comissionado, que trabalha no setor responsável pela manutenção do prédio do Palácio.
 
Segundo a Derf, após ser ouvido, o servidor foi liberado por não haver flagrante. No entanto, o delegado do caso informou que irá representar junto ao Poder Judiciário pela prisão preventiva do acusado.
 
Toda a investigação continua sob a responsabilidade da Polícia Judiciária Civil.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo