Juara (MT), 21 de agosto de 2017 - 10:08

? ºC Juara - MT

Regionais

16/05/2017 15:05 Juina News

Operação integrada desarticula quadrilha de posseiros em Aripuanã

Quatro pessoas acusadas de invasão de propriedade rural foram presas em flagrante em uma operação conjunta deflagrada pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, na sexta-feira (12.05), em Aripuanã (1.002 km a Noroeste). A ação resultou na apreensão de armas de fogo, foices e motocicletas utilizadas pelos posseiros.

Edgar Mendonça de Oliviera, Rafael Capo Rosa, Romualdo Dias de Castro e Célio Pereira foram atuados em flagrante pelos crimes de esbulho possessório e associação criminosa armada.

Os suspeitos são acusados da invasão de terras da Fazenda Natureza II, conhecida como Casa Bonita, na estrada Linha Capucho, Km 35, na zona rural de Aripuanã.

As investigações que culminaram na operação denominada “Simbiose” iniciaram no mês de abril, quando a proprietária da fazenda procurou a Polícia, para denunciar a ação do grupo criminoso. Logo nas primeiras horas da manhã de sexta-feira (12), policiais chegaram a fazenda conseguindo realizar a prisão em flagrante dos suspeitos Edson e Romualdo.


Os policiais entraram na mata em busca pelo suspeito e encontraram uma pequena área de desmatamento e um barraco utilizado para hospedagem dos criminosos. Uma equipe policial que monitorava a entrada da propriedade realizou a prisão dos outros dois suspeitos, Rafael e Célio. Com os suspeitos, foram apreendidas três armas de fogo, sendo duas espingardas calibres 28 e 32 e uma garrucha calibre 32, todas escondidas em meio a vegetação.. No local, os policiais apreenderam ainda 5 motocicletas utilizadas pelos suspeitos. Em buscas na casa sede da fazenda, um terceiro suspeito de integrar o grupo criminoso, conseguiu fugir.

Questionados, eles afirmaram ser donos de dois lotes rateados pelos posseiros. Em poder deles, foram apreendidas duas foices, que os suspeitos alegaram ser utilizadas para trabalhar a terra.

Os quatro detidos foram encaminhados à Delegacia de Aripuanã, onde o flagrante foi lavrado pelo delegado, Alexandre da Silva Nazareth, que não arbitrou fiança uma vez que  a somatória das penas dos crimes impetrados aos acusados ultrapassam quatro anos.

“Com a prisão dos suspeitos, foi possível a identificação dos mentores intelectuais da invasão e com isso, os trabalhos continuam para localizar e prender os mandantes do crime”, destacou o delegado.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo