Juara (MT), 22 de agosto de 2017 - 12:49

? ºC Juara - MT

Regionais

17/05/2017 15:11 Noticia Extra

Produtores consolidam Colniza como a Capital do café em MT

Conhecido como a Capital do café em Mato Grosso, o jovem município de 18 anos denominado Colniza atualmente possui 15 mil hectares de área dedicados à cafeicultura. É dali que vem o sustento de boa parte das 35 mil famílias da cidade, localizada na região Noroeste do estado, a 1065 km de Cuiabá.

O vínculo com a cafeicultura é tanto que até no brasão oficial é possível encontrar dois ramos de café. Atualmente, a cidade possui crescente média de mais de 100 mil sacas limpas de café colhidas ao ano.

Nascido há 40 anos embaixo de um pé de café no Espírito Santo, seu Rosiel Pereira veio para Mato Grosso com o sonho de trabalhar na agricultura familiar, mas por muito tempo atuou como mão de obra na construção civil.

Ele conta que agora está conseguindo realizar o sonho de viver na pequena propriedade, pois recebeu, há poucos meses, duas mil mudas do viveiro de Colniza, com apoio do programa Pró-Café, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf-MT).

“Prefiro trabalhar na zona rural que na construção civil, então parte do meu sonho está sendo realizado, junto do meu irmão que ajuda no plantio do café. Espero que o apoio e a assistência técnica do Governo melhorem ainda mais, mas já ficamos contentes com o trabalho que vem sendo feito e estamos motivados”, comentou Rosiel.

Percebendo a vocação produtiva da região, a Seaf desenvolve o Pró-Café desde 2015, que incentiva 500 produtores de 11 municípios da região, entre eles, Colniza. O programa conta com o apoio das secretarias municipais de agricultura, da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

O viveiro

O Governo já destinou investimentos de R$ 12 mil para a reestruturação do viveiro municipal de Colniza, para compra de madeiras, telas e cercas. A unidade possui atualmente 1.100 pés plantados de café, 80 mil mudas e capacidade para chegar a 160 mil.

“Escolhemos o viveiro de Colniza como um dos três primeiros a serem reestruturados pelo motivo da tradição do café para com as pessoas daqui. Percebemos forte influência de Rondônia, onde o café é o produto que mais gera ICMS, então o Governo de Mato Grosso buscou neste programa apoiar com capacitação e a melhor variedade de café para alavancar a produção no Noroeste já existente”, explicou o secretário de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários, Suelme Fernandes.

O secretário de agricultura de Colniza, Odair Inéias Bach, agradeceu o apoio do Governo do Estado, principalmente em um momento tão delicado quanto ao ocorrido no mês passado, com a chacina na gleba Taquaruçu do Norte, na zona rural do município. ”Nós temos que lutar pela superação, é um contraste muito grande, pois somos a Capital do café, então estamos potencializando e empoderando os pequenos cafeiculturores de Colniza. Graças a Deus, o Estado está junto conosco nessa empreitada”, finalizou Bach.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo