Juara (MT), 20 de novembro de 2017 - 11:07

? ºC Juara - MT

Regionais

30/10/2017 07:00 Acesse Notícias

Populares tentam invadir delegacia de Tabaporã para linchar suspeito de estupro e feminicidio contra menina. Veja vídeo

Parte da população de Tabaporã-MT se revoltou e tentou invadir a delegacia de Polícia Civil para linchar o suspeito de estupro e feminicídio contra a menina de 14 anos Cristiellen Mariana Rezende da Silva no final da tarde do dia 28.

O acusado é Sinval Gomes Fonseca, 47 anos de idade, nascido na cidade de Campina da Lagoa, no Paraná.

Segundo a explicação do investigador da polícia civil Cleiton Alves a Rádio Tucunaré e site Acesse Notícias, por volta das 13:30h do dia 28, a polícia Militar de Tabaporã foi acionada para verificar um homem, que estaria ensanguentado em uma residência da cidade que fica no centro e ao chegarem no local, constataram que havia um homem sujo de sangue e também havia sangue por toda a casa. Na casa estavam representantes do conselho tutelar, que informaram, que a vizinha havia dito que a menina de 14 anos estava desaparecida. A garota tem problemas mentais.

"A ambulância foi acionada e levou o homem para atendimento médico no hospital municipal com cortes no pulso (tentou suicídio) e em seguida, a polícia iniciou buscas na residência e constatou, que havia uma cama box sem os pés e o forro de tecido embaixo da cama estava rasgado, com uma faca, onde foi encontrado o corpo da menina Cristiellen totalmente despida o homem também estava despido", informou o policial Cleiton Alves para rádio Tucunaré e site Acesse notícia.

O corpo da garota estava com perfurações provocadas, aparentemente por arma branca (faca) e além disso, a polícia militar encontrou pedaços do forro da cama dentro do banheiro da casa e depois em conversa com o suspeito, ele acabou confessando o crime e disse que a menina teria ido até a sua residência. Outros detalhes o policial não quis revelar para não atrapalhar investigações.

O crime de estupro ainda é apenas uma suspeita, pois a polícia civil só poderá afirmar ou não, depois que exames específicos forma feitos no corpo da menina. Por hora são apenas suspeitas a serem verificadas, se houve ou não o crime de estupro, explicou o policial, mas aparentemente ela foi molestada e pois estava despida, disse.

O acusado já responde a outros crimes por tentativa de estupro na cidade de Juara e o advogado Dr Carlos Henrique Engelman esteve em Tabaporã para acompanhar o fato e depois que Sinval foi capturado e levado para o hospital o mesmo foi levado para Delegacia de Polícia Civil.

Momentos depois da prisão do acusado, cerca de 200 pessoas souberam da presença do acusado na delegacia e foram, para frente do local, alguns estavam embriagados e se aglomeraram em frente à delegacia com a intenção de invadir e linchar o acusado.

O Delegado Dr Carlos pediu reforço policial, inclusive os policiais que estavam de folga foram ajudar, para tentar impedir a invasão da delegacia e assim, evitar danos ao preso e aos próprios policiais.

Uma manobra estratégica foi montada pelo delegado para tirar rapidamente o preso daquele local e leva-lo para uma outra unidade policial, para que o acusado tivesse integridade física preservada, pois estava correndo sério risco de morte.

O policial Cleiton elogiou o trabalho da polícia militar e da polícia judiciária Civil por ter colocado atrás das grades esse sujeito acusado de crime de feminicídio e aparentemente, também o crime de estupro.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo