Juara (MT), 20 de outubro de 2018 - 17:45

? ºC Juara - MT

Regionais

14/12/2017 16:19 Porto Noticias

Acusado de matar desafeto a pauladas, capacetadas e facada em outubro de 2016 em Novo Horizonte do Norte é condenado

Gilberto Pereira vulgo “Betão” de 27 anos, foi julgado e condenado a 14 anos de prisão pelo assassinato de Hivanildo Gonçalves Lima no dia 31 de outubro de 2016, por volta das 22:30hs, na Rua Augusto de Souza, centro da Cidade de Novo Horizonte do Norte.

O julgamento ocorreu durante toda quarta-feira (13/12), na câmara de vereadores de Porto dos Gaúchos.

A tese de legitima defesa, imputada pelo advogado de defesa do réu, que ainda tentou a desclassificação do crime de homicídio, para lesão corporal seguida de morte, não foi acatada pelo corpo de jurados que decidiu pela maioria das qualificadoras, condenado o réu.

Segundo a denúncia, no dia do crime Hivanildo tinha ido à residência do irmão de Gilberto para tratarem acerca de um débito que a vítima tinha com ele. Durante a conversa, Gilberto interveio, dizendo que, além da dívida que a vítima tinha com seu irmão, ela também tinha outra com ele, chamando-a de “nó cego”.

Apesar da discussão, ambos se entenderam e fizeram as pazes. Posteriormente, Hivanildo saiu do local e retornou na sua motocicleta, questionando os motivos pelos quais Gilberto teria discutido com ele. Novamente, eles discutiram, e logo que a vítima saía do local, o Gilberto disse “eu vou matar esse cara” e armando-se de um pedaço de balaústre de uma cerca, desferiu sucessivos golpes na cabeça de Hivanildo, depois, ainda com um capacete desferiu novos golpes na cabeça da vítima, tendo dito “morre desgraçado”.  Não conformado, Gilberto ainda teria pegado uma faca que estava no chão e golpeado Hivanildo na altura do pescoço.

Os golpes, todos desferidos na cabeça da vítima foram suficientes para a sua morte.

Após matar Hivanildo, Gilberto apossou-se da motocicleta da vítima e, juntamente com sua companheira, empreendeu fuga do local, permanecendo em lugar incerto até ser preso pela Polícia já em 23 de fevereiro de 2017.

Após o termino do júri, que ocorreu na quarta-feira (13/12), na câmara de vereadores de Porto dos Gaúchos, Gilberto foi reconduzido a cadeia pública, onde já se encontrava detido, para continuar cumprindo a pena.

 

Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo