Juara (MT), 24 de setembro de 2018 - 19:11

? ºC Juara - MT

Regionais

04/05/2018 17:33 Juina News

Secretaria de saúde descarta morte de criança por H1N1 em Juína

Nas últimas horas circulou pela cidade de Juína principalmente nas redes sociais a informação de que uma criança havia falecido após contrair o vírus da gripe H1N1, onde a mesma ficou por vários dias sob cuidados médicos e vindo a óbito na UTI do município.

Ao ser questionada pela reportagem do Juína News, a secretária de saúde,  LEDA VILAÇA, tranqüilizou a população explicando as causas da morte do menor que havia falecido na UTI. Ela enfatizou que o óbito se deu através de uma pneumonia grave que evolui para um quadro de infecção generalizada e por conta disso aconteceu o óbito da criança. Mesmo assim exames do menor foram feitos e encaminhados para Cuiabá para um diagnóstico mais preciso onde se visa tirar quaisquer dúvidas que paira sobre os "boatos" ocorridos na cidade.

Na oportunidade a secretária de saúde pediu para que os meios de comunicações, divulgue a notícia a fim de tranquilizar a população. LEDA VILAÇA lembrou ainda que toda região está passando por uma epidemia de gripe, porém não se trata da influenza do vírus H1N1, mas que também requer os mesmos cuidados para que não se transmita e nem contagie com a epidemia de gripe. Em sua fala a secretária pediu que as pessoas evitem circular por lugares fechados, tossir próximo a outras pessoas como também evitar emitir e receber espirros. E uma vez que espirrar ou ter contato com pessoas que o fizeram, é necessário lavar as mãos com álcool 70º e evitar contatos mais próximos.

A secretária pediu ainda para que a população que se enquadra nos quesitos especificados pelo ministério da saúde procure os postos de saúde de suas localidades para se vacinarem, lembrando que a vacina está disponível para portadores de doenças crônicas, idosos acima de 60 anos, gestantes e gestante que tiveram filhos recentemente e crianças de 06 (seis) meses a 05 (cinco) anos.

A secretária lamentou pelo ocorrido com o menor, e alegou que a UTI que tem na cidade é particular e lamentou o fato da cidade não possuir uma UTI infantil, sendo que o tratamento dado para crianças e adolescentes se diferencia de outros tipos de tratamento dado aos demais pacientes adultos. LEDA VILAÇA confirmou que existem um número reduzido de leitos na UTI,  e que esse número é para atender a demanda de toda região noroeste.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo