Juara (MT), 15 de dezembro de 2017 - 00:00

? ºC Juara - MT

Saúde

27/02/2017 08:50 O Povo

Confira dicas de saúde para curtir o Carnaval

Aglomerações, alimentação desregulada e falta de descanso e higiene são riscos comuns neste período do ano. Em meio à alegria do Carnaval, cuidados não devem ser esquecidos. Prevenção é a saída apontada por especialistas para manter saúde, segurança e conforto antes, durante e depois da folia. Veja dicas preparadas pelo O POVO Online:

Micoses

Micoses são infecções causadas por fungos que atingem a pele, unhas e cabelos e podem se proliferar com o calor, umidade, e baixa imunidade. De acordo com Ana Carolina de Oliveira Gomes, dermatologista da clínica Cecam, manchas na pele e alterações nas unhas podem ser causadas por estes micro-organismos. A especialista ressalta a importância do cuidado com lugares úmidos e quentes, destino de muitos dos foliões, para reduzir o risco de contaminações. “Com o acúmulo de sujeira nas ruas, como lixo e urina, é fundamental lavar bem mãos e pés e higienizá-los com álcool depois de um dia intenso de folia”, explica. Evite banheiros químicos, dada a facilidade de contaminação e exposição a diversas doenças.

Conjuntivite

Doença frequente no verão, a conjuntivite viral é altamente contagiosa e, apesar de não ser grave, provoca irritação e coceira nos olhos que pode comprometer os dois olhos. O tratamento consiste em manter os olhos hidratados e melhorar os sintomas de irritação. Para prevenir a conjuntivite, as dicas são lavar bem as mãos, evitar exposição a agentes irritantes (fumaça) e alérgenos (pólen), além de não compartilhar toalhas, lenços e outros objetos de uso pessoal.

DSTs

Aíla Pimentel, médica do trabalho e coordenadora do Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho do Instituto Dr. José Frota (IJF), ressalta que doenças sexualmente transmissíveis são evitadas, na maioria dos casos, com o uso do preservativo e cuidados com a higienização.
Lesões nos pés e articulações

Calçados adequados ajudam a evitar lesões. O uso de salto alto pode trazer riscos, principalmente a quem não está habituado com o modelo, dado o desequilíbrio, o que pode causar entorses, popularmente chamadas de torções, no tornozelo e joelho. Filipe Abdalla, professor de Fisioterapia da Uniderp, considera saltos e calçados apertados inadequados para curtir o Carnaval. “O risco se dá pelo posicionamento do pé. Existe uma sobrecarga muito elevada no antepé, podendo causar dores na parte frontal, mais propriamente na zona dos dedos”, explica.

O médico ortopedista e professor de Medicina da Uniderp, Thiago Nogueira, explica que, “de maneira geral, o uso de salto muito alto pode provocar problemas não só nos pés (como calos, bursites nos dedos e outras dores), mas também atingir a coluna e refletir em danos posturais”.

Segundo Thiago, o uso de chinelos de borracha e as rasteirinhas também não são boas opções “porque não oferecem apoio ao calcanhar”, forçam o joelho e deixam o pé exposto. Saltos agulhas e de bico fino também estão na lista, já que impossibilitam a distribuição ideal do peso do corpo para os pés, o que favorece dores na lombar, na sola e nos calcanhares, aumentando ainda o risco de tendinite.

Ainda conforme o médico, para caminhar, dançar e pular, o calçado mais indicado é o tênis, por facilitar a “pisada mais parecida com a natural e não exigir força do usuário”. Por ser fechado, protege o pé de derrapadas, sujeira, pisões e cacos de vidro na pista, por exemplo. O ortopedista recomenda modelos anatômicos, confortáveis e com amortecedores. Para quem insiste no salto, a indicação do especialista é usar modelos mais baixos, com até 4,5 centímetros de altura. Os modelo “anabela” são recomendados pelo médico, pela melhor sustentação.

Em caso de inchaços, o professor indica o uso de compressas geladas e uma técnica: “Mantenha uma garrafa pet congelada com água. Coloque-a no chão e movimente-a com as solas dos pés”. Se mesmo as dores permanecerem, é hora de buscar um médico. Já o fisioterapeuta Filipe Abdalla sugere mergulhar os pés em água com gelo por 20 minutos e “o uso de creme acompanhado de massagem”.

Veja ainda dicas para garantir uma folia segura para as crianças:

Pele e calor

- Não esqueça de utilizar protetor solar e chapéus. Evite exposição ao sol entre 10 e 16 horas e procure permanecer na sombra

- Use roupas de tecidos leves e arejados, se possível com fatores de proteção contra raios solares

- Prefira fazer as pinturas faciais em casa, com tintas antialérgicas

Nutrição

De acordo com a nutricionista dos hospitais Bandeirantes e Leforte, Marisa Diniz Graça, “comer direito não é ruim, não é difícil e não é caro”. Para ter energia e disposição na avenida, o corpo precisa de vários elementos e o cardápio
balanceado é uma das alternativas recomendadas.

- Coma em intervalo de três em três horas, em porções pequenas

- Invista na ingestão de carboidratos integrais e proteínas de fácil digestão (leite, ovos, peixe e frango

- Hidrate-se: água, água de coco, chá gelado ou suco de fruta natural (evite sucos de caixinha) ajudam a repor eletrólitos perdido no suor

- Exclua da dieta frituras, preparações gordurosas e industrializadas, gratinados, refrigerantes e, principalmente, o açúcar

- Leve lanchinhos, como barrinhas de proteínas ou cereais e frutas variadas

- Evite câimbras comendo alimentos ricos em potássio, cálcio e magnésio

- Alguns alimentos ajudam na proteção solar, como amêndoas, nozes e castanha

- Açaí com banana é outra sugestão por ser uma boa fonte de energia

- Se for comer na rua, observe as condições higiênicas do local

- Para minimizar os efeitos da embriaguez intercale um copo de bebida alcoólica com um copo de água

Pós-Carnaval

A nutricionista dos Mercadinhos São Luiz, Renata Luna, dá dicas para eliminar os excessos. “O interessante é beber bastante água, pois o líquido é um excelente aliado no processo de desintoxicação do corpo. Além de hidratar, a água literalmente lava o corpo de dentro para fora”. Alimentos como alface, espinafre, rúcula, acelga, couve, por exemplo, também são ótimas fontes de fibras e ajudam a limpar o organismo, segundo ela.

Apostar nos chás e nas frutas após as comemorações é outra forma. “Os chás são ricos em antioxidantes e isso ajuda bastante na recuperação do corpo”. Além disso, frutas são recomendadas, sobretudo aquelas com alto teor de água, como melancia, melão, abacaxi e morango.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo