Juara (MT), 24 de março de 2019 - 10:04

? ºC Juara - MT

Saúde

04/03/2019 06:30 R7

Anticorpos da dengue agravam microcefalia da zika, diz estudo

Os anticorpos produzidos por uma mulher que teve dengue irão agravar o grau de microcefalia do feto caso ela contraia zika na gravidez. A dengue e a zika são transmitidas pelo mesmo vetor, o Aedes Aegypti, e pertencem às mesmas regiões endêmicas.

Isso é o que demonstrou um estudo realizado por pesquisadores das Universidade de Duke, nos Estados Unidos, e Universidade Nacional de Singapura, publicado nesta quarta-feira (27) na Science Advances.

O vírus da zika está associado à microcefalia em fetos. Os pesquisadores ressaltaram no estudo que o risco de microcefalia é maior quando as mães são expostas ao vírus durante o primeiro trimestre de gravidez, no entanto, ainda não se sabe por que a infecção leva alguns fetos à microcefalia e outros, não.

As semelhanças antigênicas entre os vírus da zika e da dengue sugerem que os anticorpos maternos poderiam promover a microcefalia induzida pela zika, de acordo com o estudo realizado em camundongos.

Os pesquisadores demonstraram que os anticorpos específicos para dengue em camundongos prenhes infectados pela zika aumentaram a transmissão vertical do vírus (de mãe para filho durante a gestação, parto ou amamentação), resultando em microcefalia grave.

Devido às semelhanças estruturais entre zika e dengue, os anticorpos contra um dos vírus é capaz de reagir de forma cruzada com o outro, possivelmente levando à potencialização dependente de anticorpos (ADE, na sigla em inglês).

Nesse fenômeno biológico, em vez de neutralizar e aniquiliar o vírus, os anticorpos se ligam a ele de forma “frouxa”, permitindo que se reproduza nas células.

Segundo o estudo, a evidência desse fenômeno ainda não está clara em modelos animais. Embora tenha sido demonstrada em camundongos, apresentou resultados conflitantes em primatas.

Os sintomas iniciais de febre amarela, dengue, gripe, zika e chikungunya são comuns a várias doenças infecciosas causadas por vírus, como dor no corpo, dor de cabeça e dor nas juntas. Mas a partir do segundo ou terceiro dia, o vírus procura os órgãos pelos quais tem afinidade e então os sintomas de cada doença se tornam mais característicos.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo