Juara (MT), 21 de novembro de 2017 - 07:25

? ºC Juara - MT

Variedades

01/11/2017 09:01 O Globo

Ator mexicano acusa Kevin Spacey de assédio e diz que há 'muitas' vítimas

LOS ANGELES — O ator mexicano Roberto Cavazos se tornou o segundo a acusar o americano Kevin Spacey de assédio sexual. Em um post no Facebook, ele destacou que deve haver "muitas outras" vítimas do astro vencedor de dois Oscar. Eles trabalharam juntos quando Spacey era diretor artístico do teatro Old Vic, de Londres. Segundo Cavazos, Spacey abordava jovens atores de forma rotineira. "Parece que o único requisito era ser homem com menos de 30 anos para o Sr Spacey se achar livre para nos tocar", escreveu o mexicano.

No começo da semana, o ator Anthony Rapp afirmou que Spacey tentou seduzi-lo, há mais de 30 anos. Na época, Rapp tinha apenas 14 anos. O intérprete de Frank Underwood em "House of Cards" tinha 26. O ator pediu desculpas, alegou que estava bêbado, disse que não lembrava, e aproveitou para se declarar gay. A revelação levou a críticas de colegas, ao fim da série do Netflix que ele protagonizava e à perda de um prêmio honorário que receberia.

Aos 35 anos, Cavazos disse que "quem passou por Spacey em Londres sabe que muitas outras pessoas encontrarão coragem para contar suas histórias" depois de Rapp. Segundo seu histórico, o ator mexicano atuou em três peças durante a gestão do acusado, que durou de 2004 a 2015. A primeira vez foi em 2008. Ele contou que encontrou Spacey e viveu dois "avanços desagradáveis" do diretor.

"Se eu fosse uma mulher, provavelmente não teria hesitado em identificar a situação como assédio (na época), mas suponho que a falta de uma ação mais concretamente direta ou agressiva me levou a justificar o incidente. Somos muitos os que têm uma história (de abuso) com Spacey (...) Era tão comum que até se tornou piada. Spacey convidava para "falar sobre sua carreira". Quando chegava ao teatro, ele havia preparado um piquenique com champanhe no palco, lindamente iluminado. Mais comum é que ele estivesse no bar do teatro e se aproveitando de quem lhe chamava a atenção. Eu nunca deixei, mas sei de alguns que temeram pôr fim a isso", relatou o mexicano.

De acordo com a vítima, Spacey era "muito mal visto" em Londres: muitos rechaçavam seu comportamento pela falta de profissionalismo e questionavam sua moralidade. O ator lembrou que dezenas de mulheres acusaram o produtor de Hollywood Harvey Weinstein de assédio e estupro e disse não duvidar de que o número de vítimas de Spacey seja parecido.

"Esta classe de predador só pode continuar a agir se permitirmos. Ao não dizer nada a respeito, nós somos cúmplices. Resta esta mensagem às vítimas: eu acredito em você, eu te escuto, eu te respaldo", destacou o mexicano.


Banner hospital quadrado

Acesse Notícias

Em tempo record o site mais visitado do Vale do Arinos

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados.

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo