Caso Milton Queiroz: Irmãos fazendeiros foram presos suspeitos de serem mandante do assassinato

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Após 06 meses de intensas investigações, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso  deu cumprimento a três  mandados de prisões preventivas exarados pelo Juízo da Terceira Vara da Comarca de Juara em desfavor de dois irmãos apontados como mandantes do assassinato do advogado Milton Queiroz Lopes e outro citado como coautor.

Os mandados aconteceram nesta quinta feira, dia 17 de setembro de 2020.

Os irmão foram capturados em uma Fazenda que lhes pertence, em Juara, e o coautor na residência dele, na cidade de Sinop. No total ja são seis pessoas presas pelo crime, contudo, há  que se verificar o envolvimento de um outro homem já  identificado.

Os presos de hoje serão submetidos a interrogatório, passarão por exames de corpo de delito e em seguida serão encaminhados a cadeia pública, onde igualmente a outros três aguardarão presos ao desenrolar do processo a que inclusive  se encontram denunciados.

As investigações foram intensas e algumas diligências ainda estão acontecendo e  mais provas robustas ja foram arrecadadas.

O delegado Carlos Henrique aproveitou para agradecer o apoio do Ministério Público Estadual e de setores específicos da Polícia Judiciária Civil que muito contribuíram com a resolução do caso e a prisão dos envolvidos.

Fonte: radiotucunare/acessenoticias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️