baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quinta-Feira, 05 de Agosto de 2021

Acusado de matar mulher a facadas em Novo Horizonte do Norte foi preso em Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Em menos de 24 horas, a guarnição da Polícia Militar do 21º Batalhão de Juara, comanda pelo 3º Sargento PM Altamiro obtive êxito em prender Marcelo Aparecido Martins de 36 anos, acusado de ter assassinado a golpes de faca sua convivente, Adriana Barra de 42 anos.

O crime, conforme noticiado aconteceu na madrugada do último domingo, dia 21 de março de 2021, próximo a prefeitura de Novo Horizonte do Norte.

O acusado foi preso por volta das 22:00h do mesmo dia, e segundo o 3º Sargento PM Altamiro, ele estava escondido no próprio local de trabalho, e ao ser encontrado foi contatado que ele estava muito debilitado, provavelmente devido ter ingerido parte da solda caustica encontrada no local do crime.

Marcelo confessou a autoria do feminicidio, mais não soube precisar a hora exata que ocorreu, porém, revelou que matou a mulher porque, ela teria o atacado primeiro, apresentado cortes no corpo.

Devido o acusado estar debilitado, ele foi encaminhado para o hospital municipal para atendimentos onde  ficou sob custódia da Polícia Civil.

A moto dele foi encontrada por populares dentro do Córrego Alcebíades, próximo ao local onde ele trabalhava em Juara. Foi através da localização da moto que a polícia conseguiu encontra-lo, já que um dos parentes pediu permissão para entrar no local de trabalho do acusado.

A busca pelo suspeito:

Ao ser comunicado do fato no domingo, dia 21 de março, uma guarnição da Polícia Militar de plantão esteve no local juntamente com a Polícia Judiciária Civil de Porto dos Gaúchos onde fez os primeiros levantamentos, bem como isolamento do local e depoimentos de testemunhas.

Além de muito sangue derramado pelo chão da casa, a polícia encontrou no local frasco de solda caustica, onde a embalagem estava com manchas de sangue, indicando ingestão por alguma pessoa.

Logo de inicio, o caso foi registrado como homicídio consumado.

 

Fonte: Acessenoticias/radiotucunare

Com muito ❤ por go7.site