baner topo1
Juara – Mato Grosso
[dataehoranews]

Adeus a Dona Herminia: humorista Paulo Gustavo morre aos 42 anos, em decorrência da covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

No Brasil, ninguém fez humor como Paulo Gustavo, que morreu hoje (4), aos 42 anos, vítima da covid-19. O ator conquistou o público brasileiro com seus textos e personagens populares, capazes de divertir —e despertar identificação em— gente de todo tipo, classe social e ideologia.

Com piadas aceleradas e espontâneas, um humor muito físico e frases que todo brasileiro já ouviu no dia a dia, ele brilhou no papel de mulheres cômicas e fez até os surtos de mãe serem pop: todo o mundo ama Dona Herminia!

Mas a alegria chegou ao fim. Internado desde 13 de março, Paulo Gustavo morreu hoje em decorrência da covid-19, aos 42 anos. Pouco depois de conquistar o merecido espaço que ainda faltava em sua carreira: em dezembro de 2020, depois de muitos anos de sucesso no cinema, na TV paga, no teatro e na internet, ele enfim fez o país rir na TV aberta com um especial de “220 Volts”, na Globo.

Paulo Gustavo é um caso raro de sucesso em todas as mídias e é dele o recorde de filme mais visto na história do cinema nacional. “Minha Mãe É uma Peça 3” levou mais de 11,5 milhões de espectadores às salas do país e faturou mais de R$ 180 milhões. O número total da trilogia é ainda mais impressionante: a franquia vendeu mais de 25 milhões de ingressos e estava prestes a virar série de TV.

Não à toa marcas (e até um banco) contrataram um homem vestido de mulher para expor seus produtos em propagandas.

Se Dona Herminia representa a mãe brasileira, parece seguro dizer que a comédia nacional ficou órfã sem Paulo Gustavo.

Fonte: Uol / Social News

Com muito ❤ por go7.site