baner topo1
Juara – Mato Grosso
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

Amigos lançam campanha de doação para tratamento do Prefeito Silvano que usa pulmão artificial. Entenda o quadro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O prefeito de Novo Horizonte do Norte Silvano Pereira Neves, em estado grave na UTI do hospital sírio-libanês em São Paulo e fazendo uso de um pulmão artificial para oxigenar o sangue enquanto o tratamento para covid-19 surta o efeito desejado.

Luciara Schuck Neves, esposa de Silvano, está acompanhando o marido na capital Paulistana e envia áudios para familiares e amigos relatando o andamento do tratamento. A ultima informação é que Silvano está estável e os médicos aguardam a evolução positiva para poder retirar ou diminuir os equipamentos de suporte.

O diagnóstico para covid-19 29 de setembro 2 e o prefeito foi internado no hospital municipal de Juara, deu entrada no Hospital São Lucas, e após ter feito exame de tomografia nesse hospital, tratado um comprometimento de 50% de sua capacidade pulmonar. Diante do quadro a família decidiu transferi-lo para Hospital Santa Casa de Cuiabá, como precaução. Com quadro agravado foi transferido de Cuiabá para hospital Sírio-Libanês, tendo que realizar um pagamento de R$ 400.000,00, antecipado para ficar 7 dias na U.T.I.

Infelizmente, mais uma vez seu quadro clínico piorou e hoje está com 75% do pulmão comprometido, fato que levou os médicos a implantar um pulmão artificial, sem previsão de retirada.

A diária da U.T.I do Hospital Sírio-Libanês é de R$ 40.000,00/dia, e a família e amigos decidiram abrir uma conta no site vakinha.com.br e pedem para amigos e familiares ajudarem, com doações. Para essa etapa de Arrecadação precisamos de 12 dias de U.T.I, mais gastos extras, valor total de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).

 Link para doação: http://vaka.me/1499724

Entenda como funciona o pulmão artificial

Equipamentos que “respiram pelo paciente”, ou que possibilitam a realização da Oxigenação por membrana extracorpórea, ECMO, pelos termos médicos, estão sendo utilizados para os pacientes com Covid-19 extremamente graves, nos quais a função pulmonar temporariamente não oferece condições adequadas de trocas gasosas, quando a ventilação mecânica por respiradores não tem efetividade.

Enquanto os respiradores mecânicos ajudam pacientes a “respirar” quando seus pulmões não funcionam normalmente, facilitando a entrada de oxigênio até os pulmões e a retirada do gás carbônico na expiração, os equipamentos para ECMO são utilizados em pacientes nos quais o pulmão simplesmente perdeu temporariamente sua capacidade de realizar estas funções. Praticamente, é como se a máquina “respirasse” por eles. Ela drena o sangue de uma veia, remove o dióxido de carbono, acrescenta oxigênio, aquece o sangue e depois retorna o sangue para uma artéria. Ao permitir que o sangue seja oxigenado externamente, a máquina permite que o pulmão se recupere e o paciente tenha possibilidade de melhora.

A máquina pode ser usada em pessoas de todas as idades, desde recém-nascidos até idosos, e possibilita substituir a atividade só do coração ou do pulmão, o que vem sendo feito com frequência por causa dos graves problemas respiratórios que a covid-19 traz.

Como ele funciona A técnica faz a circulação e a oxigenação artificiais do sangue por meio de uma máquina ligada ao paciente através de cateteres. O procedimento de alta complexidade é realizado em casos graves nos quais o paciente sofre comprometimento severo pulmonar ou circulatório, que poderiam levar a morte, aumentando as chances de sobrevida.

 

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️