Após um mês e meio, comandante da PM faz balanço à frente do CR 8 em Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Juinanews

Após um mês e meio à frente do Comando Regional 8 da Polícia Militar com sede na cidade de Juína/MT, o Tenente Coronel PM Bastos, em entrevista, fez um balanço dos trabalhos já realizados. Ele assumiu o comando no dia 18 de dezembro de 2019 e disse que prioriza um trabalho de aproximação com a comunidade.

“Nesse período foi suficiente inclusive para a gente conhecer a região, até por que o comando abrange 10 municípios e 16 unidades policiais, entre batalhões, companhias e núcleos. Foram desenvolvidas várias operações de reforço nos municípios, já fizemos um trabalho de aproximação com a comunidade, diversas reuniões comunitárias já foram realizadas, justamente para entendermos os problemas, ouvir os anseios da população, até para nós planejarmos e balizarmos os nossos assuntos”- destacou o comandante.

Em relação ao município de Juína que realiza diversos eventos durante o ano e que demandam grande efetivo, há todo um planejamento e empenho por parte da polícia militar e outras forças de segurança, inclusive contam com o apoio da própria população para ajudar a manter a segurança na cidade.

“Nós temos os grandes eventos que acontecem como o carnaval, exposição, aniversário do município, que preocupam a polícia militar, pois temos que fazer todo um planejamento, solicitar reforço e empenhar toda uma logística nesses eventos, e essa parte de policiamento comunitário, que é justamente essa aproximação e essa parceria que a polícia militar precisa fazer com a comunidade, pois queremos que ela nos traga seus anseios, suas opiniões, sugestões, denúncias, reclamações, enfim – essa será a nossa linha de trabalho”, disse.

O comandante falou também sobre a situação do município de Colniza (a 1.067 km de Cuiabá), que também pertence ao CR8 e sofre com um problema de violência, crimes de homicídios e como ele pretender melhorar essa situação.

“Nós temos alguns municípios que os índices de crimes são maiores, justamente pelas características da localidade, a exemplo de Colniza, que sofre com alguns conflitos na região, que são até históricos, por que esses crimes não surgiram agora. Nós temos um trabalho integrado que vai ser feito na região, já conversamos também com a polícia civil, fizemos uma reunião com o delegado regional e vamos fazer esse trabalho integrado com essas forças de segurança, inclusive recebemos novos policiais para compor o efetivo daquela localidade e assim melhorar a segurança e diminuir os crimes de homicídios na cidade”, explicou.

Um dos municípios que também sofrem com o aumento no número de crimes, é Aripuanã, e de acordo com o comandante também serão desenvolvidas ações no sentido de combater esses crimes, como furtos, roubos e homicídios.

“Aripuanã já é a questão dos conflitos nos garimpos. Também existe todo um trabalho feito lá, existe parceria com outras instituições que estão  trabalhando naquele local, até por que a atuação do garimpo é competência da polícia federal, a polícia militar atua na área urbana do município e graças a Deus conseguimos controlar a criminalidade na cidade”, pontuou.

O comandante ao final da entrevista deixou um recado a toda população da região. “Quero que a população participe sempre, por que a segurança pública não é feita só pela polícia, que tem sim sua responsabilidade, mas a população deve participar, deve contribuir e quero que todos tenham a certeza que nós vamos continuar nos esforçar, cada profissional, no dia-a-dia para garantir a segurança à população e fazer a prevenção dos crimes”, concluiu o tenente coronel Bastos.

 

Fonte: Juinanews

Com muito ❤️ por GO7.SITE