baner topo1
Juara – Mato Grosso
Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Caroline Flack, ex de príncipe Harry, morre aos 40 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A apresentadora britânica Caroline Flack, ex do príncipe Harry e do roqueiro Harry Styles, morreu neste sábado (15/02/2020), aos 40 anos. Conhecida pelo trabalho à frente de programas como The Xtra Factor e Love Island, a londrina teria, segundo informações inciais divulgadas pelo Mirror, cometido suicídio.

Recentemente, Flack havia retornado ao Reino Unido após incidente de agressão ao namorado, o ex-tenista Lewis Burton, em Londres. O episódio causou o afastamento da apresentadora do programa Love Island.

Ela foi acusada formalmente de agressão e se declarou inocente no tribunal. Mesmo sendo apoiada por Burton durante o processo, foi proibida de chegar perto dele por decisão da Justiça. Os dois passaram o Valentine’s Day separados.

A celebridade britânica surgiu para o estrelado no começo dos anos 2000, na série Bo’ Selecta. A bordo do canal ITV2, apresentou I’m a Celebrity…Get Me Out of Here! NOW! entre 2009 e 2010 e The Xtra Factor, spin-off do The X Factor, de 2011 a 2013.

Em 2014, substituiu Dermot O’Leary no comando do X Factor e, em 2015, assumiu o Love Island, reality de celebridades reunidas em uma ilha.

Relacionamentos

Na autobiografia Storm in a C Cup, Flack detalhou seu histórico amoroso conturbado. Ela conta ter conhecido o príncipe Harry por meio de uma amiga em comum, Natalie Pinkham, em 2009. Assim que o caso vazou para a imprensa, os dois decidiram terminar. “Eu não era mais Caroline Flack, apresentadora de TV, mas Caroline Flack, a ficante do príncipe Harry”.

Styles, o ex-One Direction atualmente em promissora carreira solo, namorou Flack quando ainda era menor de idade. Ele tinha 17 anos. Ela, 31. A apresentadora conta, no livro, que ouviu todo tipo de ofensas durante o relacionamento.

“As coisas começaram a dar errado quando Harry foi fotografado uma manhã saindo da minha casa. Depois disso, as pessoas começaram a falar todo tipod e coisa. Na rua gritavam me chamando de pedófila e pervertida. Um fanzine do One Direction me retratou como uma boneca de vodu, com flechas apontando para partes do meu corpo”, disse, na autobiografia.

Fonte: Metropolis

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️