Com mandado de prisão, homem sobe em árvore para não ser preso em Juína

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

No início da manhã desta quinta-feira dia 06, um homem que havia sido preso por roubos no dia 28 de julho deste ano e dias depois ganhou liberdade, foi preso pela polícia militar novamente por força de um mandado de prisão expedido pela justiça em Juína.

A prisão aconteceu devido ao fato de uma guarnição da polícia militar que estava dando apoio a assistência social nas imediações do terminal rodoviário de Juína, perceber que um homem que estava no local tentou se esconder subindo em uma árvore a fim de fugir da guarnição, que deu ordem para que ele descesse e ao saber que se tratava do suspeito com mandado de prisão em aberto, deram voz de prisão a Adailton José da Silva.

Adailton foi preso e encaminhado para a delegacia municipal e ficará à disposição da justiça.

Histórico criminal

Adailton é acusado de pelo menos três roubos e um furto ocorrido no município, o último praticado por ele aconteceu no fim do mês passado numa sorveteria localizada no centro que de posse de uma arma branca (faca) em companhia de um comparsa, Adailton praticou o crime levando um celular A30 e dinheiro.

No dia 28 de julho, dia em que foi preso preventivamente pela polícia civil, o delegado de polícia doutor Marco Bortolotto Remuzzi, disse que o suspeito praticou um roubo à pessoa na avenida Londrina, em setembro do ano passado, ocasião em que representou pelo pedido de prisão preventiva do acusado, mas ele fugiu da cidade e retornou, sendo a ordem judicial cumprida naquele dia.

Ainda neste dia, Adailton (foto em anexo) foi preso em flagrante por posse de entorpecente e furto de um computador, tablet e celular de um escritório ocorrido na madrugada, ele estava em companhia de um menor de idade que foi flagrado por câmeras de segurança. Os policiais tiveram êxito em localizar os materiais furtados que foram restituídos a vítima.

Outro roubo que Adailton confessou quando foi preso ocorreu no dia 15 de julho que em companhia de um comparsa, invadiram a casa de uma professora que foi amarrada e ameaçada de morte com uma faca, eles fugiram levando aparelho celular, perfumes, óculos de grau e R$ 1900,00 em espécie.

Fonte: Juinanews

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️