baner topo1
Juara – Mato Grosso
Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Conselho aprova cartas de mais R$ 310 milhões que poderão gerar 6,8 mil empregos em Mato Grosso

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Codem) aprovou, hoje, a liberação de mais de R$ 310.4 milhões para o Estado via o Fundo Constitucional do Centro-Oeste. Desse total, mais de R$ 121.8 milhões foram destinados para o FCO Empresarial e mais de R$ 188.5 milhões para o Rural. “São recursos a serem destinados para empresas situadas em todo o estado. O Fundo é uma das principais ferramentas para o fomento da economia, bem como para geração de emprego e renda, e também da diminuição das desigualdades sociais. A política de desenvolvimento de Mato Grosso está sendo efetivada nesse Governo”, afirmou César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e presidente do Codem.

Os projetos aprovados nesta segunda reunião extraordinária do FCO Empresarial e Rural poderão gerar 2.222 empregos diretos e 4.655 indiretos nas áreas de comércio e serviços, indústria, infraestrutura e turismo; e também para empresas agrícolas de pequeno, médio e grande produtor. “Os valores aprovados pelo conselho do FCO vão servir para aportes em investimentos, para custeio e inserção de capital de giro para empresas dos segmentos empresarial e rural. Os recursos estão chegando para os empreendedores, para quem está investindo, para quem contribui com o desenvolvimento regional. O governo fomenta a economia do estado através de políticas públicas que contribuem com o aumento da capacidade produtiva dos estabelecimentos empresariais e rurais”, destacou Miranda.

Além da aprovação das cartas consultas, foi mostrado pelo Superintendente do Banco do Brasil, Oberti Finger, os números contratados Fundo Empresarial e Rural até outubro de 2020 que totalizam R$ 1.920 bilhão para o estado. Desse total, das contratações por porte, 83% foram destinados para o mini e pequeno empreendedor rural e 76% foram designados para o micro e pequeno empresário. “Esses números demonstram que o FCO está cumprindo seu papel de auxiliar no desenvolvimento de Mato Grosso, permitindo que os recursos sejam acessados por clientes de todos os portes, especialmente os pequenos”, pontuou o superintendente Oberti.

O Fundo Constitucional do Centro Oeste é um conjunto de financiamentos que possuem taxas de juros, limites, prazos de pagamento e de carência diferenciados para os setores empresariais e rurais.

O FCO Rural é voltado para produtores rurais, pessoas físicas e jurídicas, cooperativas e associações do setor produtivo agropecuário e agroindustrial com empreendimentos na região Centro-Oeste.

O Fundo Constitucional Empresarial tem como público-alvo empresários que desenvolvem atividades nos setores industriais, agroindustrial, mineral, de turismo, de infraestrutura, comércio e serviços localizados na região Centro-Oeste.

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico  é formado por representantes do governo estadual, entidades do segmento agropecuário, empresarial, industrial e da sociedade civil e tem como finalidade manifestar-se sobre a elaboração, adoção, implementação e coordenação de políticas, estudando, opinando e propondo o planejamento e as diretrizes estratégicas, servindo de instrumento de diálogo e articulação entre os órgãos e instituições do setor público e privado e fortalecendo a governança local para que as políticas adotadas possam estimular o desenvolvimento econômico do Estado. O Codem é vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Fonte: Agencia Brasil

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️