baner topo1
Juara – Mato Grosso
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Covid-19 leva um grande líder indígena de Juína e região

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Conhecido como um dos mais importantes líderes indígenas da cidade de Juína, noroeste de Mato Grosso, Nelson Mutzie Rikbaktsa, conhecido carinhosamente como “Nelsinho”, não resistiu à Covid-19 e morreu na noite desta quarta-feira, dia 22, em Cuiabá. O indígena estava internado na UTI Covid (Juína), mas devido as complicações renais teve que ser transferido para capital.

Nelson Mutzie era um dos grandes defensores das causas indígenas da preservação e da valorização, lutava sempre por melhorias nos mais diferentes aspectos, principalmente na saúde se tornando uma figura representativa na sociedade juinense muito admirada e respeitada por todos.

Ontem à noite e hoje centenas de pessoas foram as redes sociais e lamentaram profundamente a morte de Nelsinho.

O secretário adjunto de cultura do município Adriano Souza escreveu: A COVID-19 leva embora hoje um grande líder indígena, um grande amigo e parceiro de lutas e sonhos. Estou aqui, sem chão, sem palavras.

Também utilizou suas redes sociais a diretora de cultura Silvia Machado: que os guerreiros Rikbaktsas do plano espiritual lhe receba com honra e alegria. Agradeço o privilégio de ter cruzado a minha vida.

Uma amiga e admiradora dos povos indígenas Ernesta que também era amiga de Nelsinho resumiu: O que nos uniu! O amor ao nosso povo, nossa ancestralidade, o sonho por uma sociedade justa, igualitária livre de qualquer forma de opressão, preconceito e o direito de amar quem queremos. Hoje, guardo e sigo alguns de seus ensinamentos. Chegou a hora do até breve parente!

Outra pessoa que usou as redes sociais foi a advogada Marcia Gardim: Não há cova funda que sepulte a rasa covardia dos que lavam as mãos na tragédia da pandemia no Brasil. Não há túmulo que oculte os frutos da valentia de um Guerreiro Rikbaktsa, dedicado à saúde de seu povo e dos povos irmãos. LUTO E SOLIDARIEDADE AO POVO RIKBAkTSA.

A enfermeira Fabiana Sanches sempre acompanhou as atividades indígenas e claro os passos de Nelson Mutzei, ela foi mais uma das centenas de pessoas que com muita dor expressaram seus sentimentos nesse momento doloroso.

“A pessoa que mudou minha história. Há 16 anos me convidou a trabalhar para a população indígena, mal sabíamos nós que ali ele estaria formando, preparando e amadurecendo uma menina para a vida. Foram momentos de muita felicidade. Hoje meu coração dói muito, sangra por dentro pela perda e do que você representa para mim e muitas pessoas. Tinha a capacidade de unir indígenas e não indígenas em um mundo desigual e desleal para as minorias. Tinha o dom da oratória, conhecia política como ninguém, homem de muitos amigos, trazia no sangue a garra de um indígena, Rikbaktsa.

Lembrança

Sua última entrevista ao site Juína News foi no dia 22 de maio deste ano onde coincidentemente ele concedeu entrevista para falar sobre a doação de álcool em gel para a comunidade indígena fruto de uma parceria do IFMT, UsePrinc e prefeitura municipal.  Nelson lembrou que a aldeia dos Rikbaktsas vem se preocupando com o foco da pandemia da Covid-19, onde a comunidade se uniu para uma produção de máscara facial de proteção para que sejam doadas.

Assim como Nelson Mutzie, o site Juína News lamenta profundamente a morte das outras 16 pessoas vítimas do coronavírus e se solidariza com seus familiares.

Fonte: Juina news

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️