CT nacional de atletismo reabre atividades na próxima segunda-feira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Após duas semanas fechado, o Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP), será reaberto na próxima segunda-feira (3). Esta será a segunda reabertura em menos de um mês. Por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o espaço ficou paralisado por 105 dias até reiniciar as atividades no último dia 8.

No entanto, com apenas 11 dias de funcionamento, o CNDA foi novamente fechado por decisão judicial. Nesta segunda-feira (27) a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) conseguiu a liberação do local junto à prefeitura do município, que estabeleceu protocolos sanitários para que o CNDA retome as atividades em segurança. 

No último dia 8, na primeira retomada das atividades no CNDA, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) suspendeu os decretos da prefeitura de Bragança Paulista e, por consequência, o espaço precisou fechar as portas. A decisão judicial sustentou que os decretos estavam em desacordo com a Fase Vermelha do plano de retomada do governo estadual.

Nesse plano, a cidade de Bragança Paulista integra a região de Campinas que, na época, estava na fase mais rigorosa. A mudança da região para a Fase Laranja da quarentena, menos restritiva, anunciada pelo governador João Doria na última sexta-feira (24), liberou a reabertura.

O acesso à instalação será inicialmente restrito a atletas que residam em Bragança e integrem o Plano de Preparação Olímpica da CBAt com o Comitê Olímpico do Brasil (COB). Estão liberados para treinar no CNDA os medalhistas de Mundiais e dos Jogos Pan-Americanos em 2019; esportistas da categoria sub-20 medalhistas em Mundiais realizados em 2018, ou com índice para o Mundial sub-20 deste ano; atletas maiores de 18 anos, já em preparação contínua no CNDA e que estejam entre os 25 primeiros colocados do ranking brasileiro, entre 1º de janeiro de 2019 e 15 de março de 2020. A última condição, aliás, é uma novidade em relação aos critérios estabelecidos na primeira reabertura, que só autorizava o treinos dos dez primeiros do ranking nacional.

Segundo a CBAt, atletas e técnicos terão a temperatura aferida na entrada do CT e responderão a um questionário. O uso de máscara é obrigatório, exceto no momento de realização de exercícios. A entidade também faz um alerta para que “não haja a presença de pessoas acima de 60 anos” no local.

A princípio, a equipe multidisciplinar do CDNA realizará, presencialmente, atendimento médico e fisioterápico, mediante agendamento. O contato com nutricionista e psicóloga será a distância. Por enquanto, a crioterapia (tratamento com gelo no baldão) permanece suspensa.

Fonte: AgenciaBrasil

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️