Delegado conta detalhes sobre a prisão do acusado de matar e queimar mulher em Tabaporã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Foto do momento da prisão em Nova Fronteira

Um homem das iniciais A.S.P e idade não informada foi preso por investigadores da Polícia Judiciária Civil de Tabaporã, no distrito de Nova Fronteira, a 80 km da zona urbana da cidade.

Ele é acusado de ter praticado crime de assassinato e feminicidio contra uma mulher por nome de Jaqueline dos Santos de 24 anos de idade, que foi brutalmente assassinada no dia 19 de junho de 2020.

O corpo da jovem foi localizado dias depois do crime em uma estrada na saída de Tabaporã para Sinop e estava parcialmente queimada e com sinais de violências.

De acordo com informações da polícia foram 13 dias de intensas investigações até chegar ao acusado que foi preso neste dia 02 de julho em um escritório de advocacia no acima mencionado, e com o acusado foi apreendida uma arma de fogo com munições deflagradas, o que levam as investigações a creem que essa pode ser a arma usada na pratica do crime.

Com o acusado, a policia apreendeu a arma de fogo usado para cometer o crime e o celular da vítima que havia sido manipulado pelo acusado em redes sócias. Para o delegado, ele confessou o crime com riqueza de detalhes e não soube explicar porque ateou fogo no corpo da vítima e nem mesmo porque a matou, sendo que a sua esposa, uma advogado que também foi detido e liberada após pagar fiança, relevou ao delgado que já sabia da relação conjugal de seu esposo com a mulher assassina e já havia perdoado o marido.

O crime:

No dia 19 de junho de 2020, a jovem Jaqueline dos Santos de 24 anos teria saído de casa e deixado uma criança, sua filha com pouco mais de um ano de idade com uma vizinha, e desde então não foi mais vista, tendo sido encontrado somente depois de intensas buscas. As causas do crime estão sendo investigadas através de inquérito policial e deverá ser esclarecida pelo delegado.

Ouça na íntegra a entrevista do delegado de Polícia Civil, Dr. Carlos Henrique falando sobre o caso e a prisão do acusado:

Fonte: acessenoticias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Acesse Notícias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️