Juara – Mato Grosso

20 de maio de 2024 09:12

[dataehoranews]

Defensoria Pública de Juara orienta mulheres a ficarem atentas e caso sofrerem violência denunciar o caso

Com a finalidade de combater os mais diversos crimes de violência praticados contra mulheres, a Câmara Municipal de vereadores de Juara, sob a presidência da vereadora Sandy de Paula (União Brasil) e demais vereadores realizaram uma Live na sala de reuniões do Poder Legislativo com tema: “Mulheres Contra a Violência”.

Essa ação foi de alto nível informativo, realizado na noite de terça-feira, dia 29 de agosto de 2023, onde teve a participação de importantes autoridades do direito, como Dra Carolina Giordano, Defensora Pública, da Secretária de Assistência Social, Cristina Mota, Danieli Munhoz que é psicóloga, 3° Sargento da Polícia Militar, Helena Portela, Dra Lindamir Paiva, advogada e vice-presidente da OAB/Juara e da Escrivã da Polícia Civil, Luciane C.

A Defensora Pública de Juara, Dra Carolina Giordana em entrevista a Rádio Tucunaré e acessenoticias parabenizou a iniciativa da presidência da Casa de Leis destacando que a ação foi de grande valia, porque, atualmente, a violência contra mulher tem sido algo de inúmeros registros de boletim de ocorrência na Polícia Militar e na Polícia Judiciária Civil.

Dados constam no diagnóstico que tem aumentado as mortes violentas de mulheres e meninas em Mato Grosso, mais, de acordo com os dados, crimes de feminicídio em Mato Grosso diminuíram 22% no primeiro semestre de 2023 em relação ao mesmo período do ano passado, e segundo o diagnóstico “Mortes Violentas de Mulheres e Meninas em Mato Grosso” realizado pela Polícia Civil.

Mesmo assim, é preciso ações de combates a violência e proteção as mulheres conforme disse a Defensora Pública de Juara, Dra Carolina Giordana em entrevista a Rádio Tucunaré e acessenoticias.

“O assunto precisa ser amplamente divulgado para que possa chegar ao conhecimento das mulheres, e assim, elas perceberem que não estão sozinhos, e que existem muitas medidas para auxiliarem em sua proteção, e ressaltou que a Defensoria Pública está de portas abertas para ouvir e orientar essas mulheres”, concluiu Dra Carolina Giordana.

A violência contra mulher é vista como uma constante no Brasil, nos estados brasileiras, assim como também em Juara, e somente no período de janeiro a agosto deste ano, 18 mulheres foram mortas em decorrência da violência de gênero, violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de serem do sexo feminino, conforme disse a Defensora Pública de Juara, Dra Carolina.

A orientação da Defensoria Pública de Juara é para que todas as mulheres que se sentirem vítimas desse tipo de crime, denuncie, procurem os órgãos públicos de proteção e busquem assistência, em especial a Defensoria Pública, e fiquem atentas aos sinais de violência que possam ser praticadas contra elas.

Fonte: Radio Tucunaré/ Acesse Noticias /Soan de Barros

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br