Juara – Mato Grosso

24 de julho de 2024 10:58

Equipe de Vacinação Antirrábica de cães e gatos Enfrenta Resistência na Zona Rural de Juara

Juara, MT – A equipe de vacinação antirrábica animal tem enfrentado sérias dificuldades na zona rural, devido à resistência dos moradores em permitir a entrada dos agentes e a vacinação dos animais. Nesta terça-feira, 25 de junho, a equipe estará no Assentamento Escondido e na Estrada de Paranorte até Nova Monte Verde.

Em entrevista à Rádio Tucunaré, o médico veterinário João Vitor da Cruz, responsável pela Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), comentou sobre os desafios enfrentados pela equipe. “Conversei ontem com a equipe da zona rural e eles relataram que muitos fazendeiros estão deixando a porteira fechada e, quando conseguimos entrar, alguns não querem vacinar todos os animais. É importante alertar que nos últimos anos tivemos casos de raiva em nossa zona rural e que a letalidade da raiva é praticamente de 99%, resultando em um número muito alto de óbitos.”

Perigos de Não Vacinar

Durante a entrevista, João Vitor enfatizou a importância da vacinação para prevenir a contaminação de seres humanos pelo vírus da raiva. “Vacinar cães e gatos é a medida mais importante para evitar a contaminação dos seres humanos. Há risco de cães e gatos se contaminarem ao morderem morcegos ou entrarem em contato com bovinos e equinos contaminados, assim como com animais silvestres na área rural, que podem contaminar os animais domésticos.”

Manifestação da Raiva

O médico veterinário explicou como o vírus da raiva se manifesta em seres humanos e animais. “O vírus está presente em todos os animais de sangue quente e causa sintomas neurológicos. Ele se multiplica no local da lesão, migrando para o sistema nervoso central e afetando diferentes órgãos. Geralmente, gera uma encefalite, levando as vítimas a óbito em praticamente 99% dos casos.”

Casos na Região

Na região de Juara, nos últimos dois anos, houve dois casos confirmados de raiva em animais: um bovino e um equino. “Felizmente, não houve contaminação de seres humanos ou de animais domésticos através desses animais, mas isso é um alerta para a necessidade da vacinação.”

Receptividade dos Produtores

João Vitor destacou a baixa receptividade dos produtores no início da campanha de vacinação. “Estamos com um alto índice de porteiras fechadas. Pedimos aos proprietários das regiões atendidas pela campanha que mantenham as porteiras abertas ou fiquem em alerta para que os agentes possam chegar até suas propriedades e vacinar os animais. Os proprietários precisam colaborar segurando os animais para que a vacinação seja realizada.”

A campanha de vacinação antirrábica é crucial para manter a raiva longe da população e dos animais. A colaboração de todos é essencial para o sucesso desta importante ação de saúde pública.

 

Fonte: Rádio tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.

Mais recentes

Siga-nos

Feito com muito 💜 por go7.com.br