Juara – Mato Grosso

24 de maio de 2024 03:11

[dataehoranews]

Estação da seca e aumento de poeira no ar agravam problemas respiratórios em Juara, alertam profissionais de saúde

Com a chegada da estação da seca em Juara, acompanhada pela baixa umidade do ar, os problemas respiratórios se tornam mais comuns e preocupantes para a população local. O ar seco e poluído, aliado à falta de chuvas, cria condições propícias para o surgimento e agravamento de doenças respiratórias, afetando a saúde dos moradores.

A reportagem a Rádio Tucunaré e site Acesse Notícias conversou com profissionais de saúde da cidade, que alertam para os riscos e oferecem orientações sobre como se proteger desses problemas.

A estação da seca, caracterizada pela baixa umidade do ar e a ausência de precipitação, desencadeia uma série de complicações respiratórias. A secura do ar irrita as vias aéreas, tornando-as mais suscetíveis a infecções virais e bacterianas, como resfriados, gripes, bronquite e pneumonia. Além disso, a baixa umidade pode agravar condições crônicas preexistentes, como asma, rinite e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

A baixa umidade do ar na estação da seca, bem como a presença de poeira, tem sobrecarregado as unidades de saúde em Juara, com um aumento significativo no número de casos de pessoas com problemas respiratórios. Conversamos com um dos médicos, Hospital Municipal de Juara, que não quis gravar entrevista, mas ressaltou a crescente demanda por atendimento médico devido a essas condições. Ele relata: “Nas últimas semanas, temos observado um aumento considerável de pacientes com sintomas respiratórios, como tosse persistente, falta de ar e chiado no peito. É fundamental que a população esteja ciente dos riscos e adote medidas preventivas”.

Para minimizar os impactos da estação da seca na saúde respiratória, é crucial que a população tome medidas preventivas. A Dra. Ana, explicou para a reportagem da Rádio Tucunaré que as pessoas devem evitar exposição prolongada a ambientes poluídos, como locais com fumaça de cigarro ou poeira. Ela aconselhou: “Mantenha-se hidratado, bebendo água regularmente. Utilize umidificadores de ar ou toalhas úmidas em ambientes fechados para aumentar a umidade.“.

As unidades de saúde desempenham um papel crucial no atendimento e cuidado das pessoas afetadas pelos problemas respiratórios durante a estação da seca. Dr. Francisco destaca a importância de buscar ajuda médica quando necessário: “É essencial que as pessoas que apresentam sintomas respiratórios busquem atendimento médico. Os profissionais de saúde estão preparados para fazer o diagnóstico correto, prescrever o tratamento adequado e fornecer orientações específicas para cada caso.”

Conversamos também com Maria Oliveira, moradora de Juara que recentemente buscou atendimento médico devido a sintomas respiratórios. Ela compartilha sua experiência e ressalta a importância da conscientização: “Eu comecei a sentir falta de ar e tosse persistente, então decidi procurar ajuda médica. Recebi o diagnóstico e o tratamento adequados, mas percebi que muitas pessoas não estão cientes dos riscos. É fundamental que a população entenda os perigos da baixa umidade do ar e adote medidas preventivas para proteger sua saúde.”

A estação da seca e a baixa umidade do ar representam desafios significativos para a saúde respiratória da população de Juara. Os problemas respiratórios se tornam mais comuns e a demanda por atendimento médico aumenta. É fundamental que a população esteja consciente dos riscos e adote medidas preventivas, como evitar exposição a ambientes poluídos, manter-se hidratado e buscar ajuda médica ao apresentar sintomas respiratórios persistentes.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br