Juara – Mato Grosso

16 de abril de 2024 03:51

[dataehoranews]

Hospital Municipal de Juara Implanta Sistema de Classificação de Risco para Melhorar Atendimento. Entenda

Juara, MT – A Dra. Juliana Perotti, diretora clínica do Hospital Municipal de Juara, em entrevista à Rádio Tucunaré, destacou a importância da implementação do sistema de classificação de risco no hospital.

Este sistema, criado há muitos anos, visa priorizar o atendimento em situações de urgência e emergência.

Entendendo a Classificação de Risco

A classificação de risco é um processo vital para garantir que pacientes em condições críticas recebam atendimento imediato. Segundo a Dra. Perotti, o sistema categoriza os pacientes em quatro níveis:

  1. Emergência (Vermelho): Pacientes com risco iminente de vida, como aqueles com infarto, hemorragia ativa, fraturas expostas, ou em situação de politrauma. Estes casos requerem atendimento imediato.
  2. Urgente (Amarelo): Casos que necessitam de atendimento rápido, mas podem esperar até uma hora. Exemplos incluem cólica nefrética e hipertensão.
  3. Pouco Urgente (Verde): Pacientes que podem ser atendidos em até duas horas, sem risco de vida iminente.
  4. Não Urgente (Azul):* Casos que podem aguardar até quatro horas para atendimento e, frequentemente, podem ser encaminhados para postos de saúde.

A classificação é realizada por enfermeiros treinados, que avaliam os sinais e sintomas dos pacientes, assim como indicadores vitais como pressão arterial, temperatura e frequência cardíaca.

Procedimento Pós-Classificação no Hospital Municipal de Juara

O Fluxo de Atendimento Após a Triagem

Após a classificação inicial, o processo de atendimento no Hospital Municipal de Juara segue um protocolo cuidadosamente estruturado. A Dra. Juliana Perotti detalha que, após a triagem, o paciente é encaminhado para atendimento conforme a urgência indicada pela cor da classificação.

Atenção Personalizada no Rastreamento

A fase de rastreamento é crítica. Aqui, os enfermeiros realizam uma avaliação abrangente dos pacientes, incluindo a coleta de informações sobre sintomas, sinais vitais como pressão arterial, temperatura corporal, frequência cardíaca e nível de oxigenação. Este passo é essencial para garantir que cada paciente receba o nível de cuidado adequado.

Prioridade aos Casos Mais Graves

Conforme a Dra. Perotti explica, os pacientes classificados como vermelhos, indicando emergência, recebem atendimento prioritário. Esses casos geralmente são encaminhados diretamente para a emergência, sem a necessidade de espera, sublinhando a eficiência do sistema em identificar e responder a situações de risco de vida.

Este sistema de classificação de risco não apenas melhora a eficiência do atendimento hospitalar, mas também assegura que os recursos sejam utilizados de maneira mais eficaz, focando primeiro nos casos mais críticos.

Impacto e Importância do Sistema de Classificação de Risco no Atendimento Hospitalar de Juara

Eficiência e Eficácia no Atendimento

A implementação do sistema de classificação de risco no Hospital Municipal de Juara trouxe uma notável melhoria na eficiência do atendimento. A Dra. Juliana Perotti enfatiza que este método permite que a equipe médica priorize pacientes em estado crítico, garantindo que aqueles com necessidades mais urgentes recebam atenção imediata.

Além de melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes, o sistema ajuda na gestão eficaz dos recursos hospitalares. Ao categorizar os pacientes com base na urgência de suas condições, o hospital pode alocar de maneira mais eficiente seus recursos, como leitos e equipamentos, aos casos que mais necessitam.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br