Juara – Mato Grosso

25 de julho de 2024 14:43

INDEA Alerta: Produtores de Juara podem ser multados por aplicação de vacinas contra Brucelose fora dos critérios legais

Em entrevista exclusiva à Rádio Tucunaré, o médico veterinário Francisco Valtênio Sales, conhecido popularmente como Chiquinho do INDEIA, emitiu um importante alerta aos produtores rurais de Juara e Vale do Arinos sobre as sanções decorrentes de práticas ilegais na aplicação da vacina contra brucelose.

Questionado pelo repórter Fernando sobre a atenção que os produtores têm dado à vacinação, Chico destacou a preocupação crescente com o número de irregularidades observadas durante visitas às propriedades rurais. “Temos aumentado a quantidade de visitas, e o que estamos observando é preocupante. A vacina contra brucelose deve ser administrada por um médico veterinário ou por um vacinador cadastrado e treinado pelo Senar ou pelo INDEA“, explicou Chico.

Ele enfatizou que a vacina RB51 e B19 pode representar riscos à saúde humana se aplicada de maneira incorreta. Por isso, a vacinação deve ser realizada por profissionais capacitados e utilizando equipamentos de proteção individual (EPIs) como luvas, máscaras e roupas adequadas. “O que estamos percebendo é que alguns produtores estão aplicando a vacina sem os vacinadores cadastrados, o que configura falsidade ideológica e coloca a saúde das pessoas em risco“, alertou.

Chiquinho do INDEIA ressaltou que, caso uma propriedade seja encontrada em situação irregular, o produtor será notificado e a vacinação deverá ser refeita, dessa vez sob fiscalização do INDEA, utilizando a vacina RB51, que é aplicável em animais que já receberam uma dose da B19. “Orientamos os produtores a não aplicar a vacina por conta própria. Procurem vacinadores cadastrados ou médicos veterinários habilitados para realizar a vacinação corretamente“, afirmou.

A entrevista revelou ainda que alguns vacinadores e até médicos veterinários enfrentaram sanções devido a irregularidades na aplicação da vacina. “Já tivemos vacinadores descadastrados e médicos veterinários que receberam suspensão ou advertência. É uma situação séria, pois a falsificação de atestados pode levar a contaminações graves, tanto de vacinadores quanto de produtores“, disse Chico.

Casos de contaminação por brucelose entre produtores e vacinadores foram registrados, destacando a seriedade da doença. Chico reforçou a necessidade de seguir as regras de vacinação: “Sabemos das dificuldades, mas é uma vacina única na vida de uma bezerra que se tornará matriz e permanecerá na propriedade por cerca de 10 anos. É fundamental que os produtores façam um esforço extra e contratem profissionais treinados para garantir a saúde do rebanho e das pessoas“.

A Rádio Tucunaré continuará informando a população de Juara e Vale do Arinos sobre as ações do INDEIA e outras questões importantes para o setor rural, contribuindo para a segurança e bem-estar dos produtores e da comunidade.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br