Juara – Mato Grosso

17 de abril de 2024 09:11

[dataehoranews]

Juara: Aliança firmada entre APRI e Indígenas no Projeto de Pavimentação Asfáltica MT 160/325 avaliza a obra

Na manhã da última sexta-feira, dia 15 de março, a Associação dos Produtores Rurais de Itapiúnas (APRI) realizou uma audiência pública significativa, na Aldeia Tatui, marcando um passo essencial para a execução do ambicioso projeto de pavimentação asfáltica da MT 160/325. Esta via promete conectar efetivamente a zona urbana de Juara à região de Itapaiúna, rumo a Alta Floresta, criando uma ponte de progresso e desenvolvimento.

Com a presença de produtores da região, vereadores, indígenas das aldeias vizinhas e membros da associação APRI- Associação dos Produtores Rurais de Itapaiúnas.

A audiência buscou a anuência dos indígenas para o projeto de pavimentação da MT-160/325, que adentra um trecho dentro das terras indígenas.

A Visão Ambiental e o Compromisso Social

Nádia Jafelfi, Superintendente Ambiental de Obras da SINFRA de Mato Grosso, destacou a audiência como um processo de consulta livre, prévia e informada, respeitando a Convenção 169 da OIT. A reunião foi descrita como extremamente positiva, revelando um consenso sobre a importância da rodovia não apenas para a locomoção e logística, mas também como vetor de desenvolvimento para indígenas e não-indígenas. O projeto segue agora para as etapas finais de licenciamento ambiental, com a promessa de beneficiar toda a comunidade do entorno.

A Expectativa Indígena: Desenvolvimento e Integração 

Jumar do Carmo, Cacique da aldeia Itu Cachoeira, expressou uma visão de futuro onde a pavimentação asfáltica facilita a escoação de produtos agrícolas e a interligação das aldeias, beneficiando significativamente as famílias indígenas. A concordância da aldeia com o projeto ressalta um diálogo produtivo e a esperança compartilhada de progresso.

A Perspectiva dos Produtores Rurais: Uma Luta de Longa Data

Ricardo Bianchini, representante da APRI, relembrou a longa batalha pela pavimentação, enfatizando a audiência como mais uma etapa vencida no caminho para o desenvolvimento. A receptividade e a aprovação dos povos indígenas são vistas como sinais positivos de que o progresso, essencial para ambos os grupos, está a caminho. A associação, embora sem recursos para financiar obras, se compromete a apoiar as comunidades indígenas em suas reivindicações futuras, demonstrando um espírito de cooperação e empreendedorismo voltado para o bem comum.

Este projeto, fruto de mais de uma década de esforços e diálogos, está prestes a se tornar realidade, pavimentando o caminho para um futuro de integração e desenvolvimento sustentável. A comunidade de Juara e região aguarda ansiosamente as próximas etapas, pronta para testemunhar o impacto positivo que a pavimentação trará para todos.

O Compromisso da APRI e a Antecipação da Comunidade

O vice-presidente da APRI, Sr. José Ernesto, expressou grande contentamento com a aprovação da audiência pública, enfatizando a dedicação de anos à realização do projeto. A mobilização imediata após a identificação da necessidade de aprovação pelas comunidades indígenas ilustra o compromisso da associação com o avanço do projeto. A presença e o apoio de seis aldeias indígenas reforçam a união em torno do desenvolvimento regional. A expectativa agora se volta para a aprovação final e o início das obras, marcando um futuro promissor para Itapaiúna e todo o município de Juara.

Visão Indígena: Participação Ativa e Decisões Conjuntas

Luiz Paulo Tajaí, cacique da aldeia Caiabi, reiterou a importância da audiência pública como um processo decisório compartilhado, refletindo a visão positiva dos povos indígenas sobre a pavimentação. A presença significativa de diversas aldeias na audiência evidencia o desejo coletivo de melhoria e progresso. A expectativa por futuras discussões sobre outras etapas da pavimentação destaca o envolvimento ativo e o interesse dos povos indígenas no desenvolvimento regional sustentável.

A Perspectiva da Liderança e a União por um Objetivo Comum

Robinson Machado, presidente da APRI, e Marcelo Munduruku, representante da Funai na região, partilharam sentimentos de otimismo e agradecimento pela audiência bem-sucedida. O reconhecimento do esforço conjunto de comunidades indígenas, produtores rurais, autoridades municipais e estaduais sinaliza um passo significativo em direção à realização do projeto. A disposição da APRI em atender às reivindicações específicas e o papel da Funai em assegurar o respeito aos direitos e necessidades dos povos indígenas sublinham a importância da colaboração e diálogo contínuos.

Este encontro histórico entre diferentes segmentos da comunidade de Juara e região reflete um compromisso com o desenvolvimento inclusivo e sustentável. A expectativa agora se volta para as etapas finais de aprovação e início das obras, com a comunidade unida na esperança de um futuro melhor para todos. O projeto de pavimentação, além de facilitar o transporte e a logística, promete fortalecer os laços comunitários e impulsionar o desenvolvimento econômico e social na região.

Expectativas Futuras e a Construção de um Legado

À medida que a audiência pública sobre a pavimentação asfáltica da MT 160/325 conclui com aprovação e otimismo, os diversos depoimentos coletados refletem um mosaico de esperanças e compromissos para o futuro. Esta etapa final mergulha nas vozes e expectativas da comunidade, destacando o impacto potencial deste projeto na região de Juara e Itapaiúna.

Solidariedade e Desenvolvimento Compartilhado

A aprovação unânime do projeto na audiência pública simboliza mais do que a pavimentação de uma estrada; representa a construção de pontes entre comunidades, fortalecendo laços e fomentando um desenvolvimento compartilhado. A ressalva dos povos indígenas sobre a manutenção de vias internas e a pronta resposta da APRI e autoridades locais demonstram uma colaboração efetiva, essencial para o sucesso de iniciativas que impactam coletivamente a região.

Uma Visão de Futuro: Sustentabilidade e Integração

A projeção de Luiz Paulo Tajaí e Marcelo Manduruku, representantes indígenas, junto às expectativas de Ricardo Bianchini e Robinson Machado, da APRI, reflete uma visão comum de sustentabilidade e progresso. A pavimentação é vista não apenas como uma melhoria logística mas como um vetor de desenvolvimento econômico, social e cultural, respeitando a diversidade e as necessidades de todas as partes envolvidas.

O Papel da Comunidade e a Responsabilidade Compartilhada 

O envolvimento ativo da comunidade, evidenciado pela presença significativa nas audiências e pela articulação de expectativas e preocupações, destaca a importância da participação cidadã no planejamento e execução de projetos de infraestrutura. A responsabilidade compartilhada entre autoridades, associações, comunidades indígenas e a população em geral é fundamental para assegurar que o desenvolvimento ocorra de maneira inclusiva e sustentável.

Rumo à Concretização: O Próximo Capítulo

Com as etapas de aprovação avançando e o caminho para a licitação e execução da obra se desenhando, a região de Juara e Itapaiúna se encontra na antessala de uma transformação significativa. A pavimentação da MT 160/325 é mais do que uma promessa de melhorias logísticas; é um compromisso com o futuro, um investimento na qualidade de vida e na sustentabilidade regional.

À medida que o projeto de pavimentação asfáltica avança, ele carrega consigo a esperança de um legado de desenvolvimento integrado, respeito mútuo e prosperidade compartilhada para todos os habitantes de Juara e regiões vizinhas.

A matéria da Rádio Tucunaré não apenas documenta este momento histórico, mas também celebra o espírito de união e determinação que define a comunidade. À medida que o projeto se aproxima da realidade, a expectativa é de que este seja apenas o início de um capítulo vital na história de Juara e Itapaiúna, trazendo novas oportunidades e fortalecendo o tecido social e econômico da região.

Fonte: Rádio Tucunaré e Acesse Notícias

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br