Juara – Mato Grosso

16 de abril de 2024 09:39

[dataehoranews]

Médico Veterinário da UVZ de Juara, João Vitor da Cruz demonstrou preocupação com mais um caso de Raiva Animal confirmado

Médico veterinário da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), João Vitor da Cruz

Com o calendário de vacinação em mente e um caso recente de raiva animal confirmado na região da Balsa, zona rural de Juara, o médico veterinário da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), João Vitor da Cruz, expressou sua preocupação em uma entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Rádio Tucunaré. João ressaltou que o caso confirmado não é um incidente isolado e que o raio de contaminação quase alcançou a sede do município.

“Nos últimos 6, 7 anos, já tivemos 3, 4 casos de raiva na zona rural do município e agora recentemente, de dezembro para cá, tivemos mais um caso no município”, alertou o veterinário, destacando a gravidade da situação. Ele enfatizou a importância da prevenção e da vacinação dos animais, mesmo que ainda não seja obrigatória para animais de grande porte como bovinos e equinos.

Cruz previu que, dada a crescente incidência de casos de raiva tanto em Juara quanto em todo o Brasil, não seria surpreendente se o Ministério da Agricultura tornasse obrigatória a vacinação desses animais na zona rural, semelhante ao que já é feito para cães e gatos.

Quando questionado sobre o risco de a doença se espalhar para a zona urbana, João explicou as medidas tomadas pela UVZ para evitar tal cenário. “Foi feita uma ação em um raio de cinco quilômetros ao redor da propriedade onde teve o caso de raiva confirmado”, informou ele. A equipe da UVZ visitou cada propriedade para verificar se os animais, especialmente cães e gatos, haviam sido vacinados durante a campanha. A maioria dos animais foi vacinada, mas reconheceu que ainda havia uma pequena parcela de animais não vacinados.

Quanto aos riscos para os animais na sede urbana do município, João Vitor alertou que, caso a doença se espalhe, os animais obrigatórios de vacinação, como cães e gatos, teriam que ser revacinados, e em casos extremos, a eutanásia poderia ser considerada. Ele enfatizou a importância de manter a vacinação em dia e destacou que a UVZ oferece serviços de vacinação durante todo o ano, não apenas durante as campanhas.

Fonte: Fonte: Rádio Tucunaré/Acesse Notícias/Fernando José.

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br