Juara – Mato Grosso

29 de maio de 2024 04:09

[dataehoranews]

Membros do Lions Clube de Juara e Ministério Publico pedem que usuários devolvam equipamentos cedidos em comodato

Conforme já noticiado no último sábado, dia 15 de outubro de 2022, o Lions Clube de Juara recebeu 29 cadeiras, sendo de rodas e de banho no valor de R$ 12.000,00 (doze mil reais) que foram compradas com verba destinada pelo Ministério Público por meio de termos de ajustamento de conduta, acordos de não persecução cível e colaboração com destinação de verbas das promotorias de justiça criminal de Juara.

Na ocasião, a responsável pelo Banco Ortopédico do Lions, voluntária, Fátima Nascimento fez um apelo para a população que necessita de fazer uso de cadeira de roda ou de banho para que no final do uso, assim que não foi mais utilizar o equipamento, que devolva novamente para o clube para que possa servir outras pessoas necessitadas.

Esse equipamento é cedido para a pessoa em forma de comodato e precisa ser devolvido em boas condições de uso, mas no entanto, na maioria das vezes não é isso que ocorre, porque as acabam danificando ou repassados para terceiros de forma irregular.

“Existem várias pessoas idosas, pessoas que sofrem AVC, pessoas acidentadas que precisam desses equipamentos, então gente, sejam conscientes assim que assinarem o termo de comodato, cumpram e devolva para o clube”, conclamou Fatima.

É importante salientar que o Lions precisa manter um controle porque o Ministério Público cobra essa prestação de contas de forma mensal da entidade, até porque se trata de recursos públicos repassado a uma entidade social.

O promotor de Justiça, Dr. Herbert Dias Ferreira, também reforçou a tese de que o serviço funciona bem se houve efetividade e colaboração de todos, e o Poder Público, instituições, Lions, sociedade civil organizada e principalmente àqueles que fazem uso desse tipo de equipamento precisam manter seus compromisso, e conclamou para que as pessoas sejam mais conscientes nesse sentido e ajudem a manter esse serviço social sem danos.

Mesmo sendo um trabalho composto por pessoas voluntárias, que também tem suas ocupações, muitas vezes, os membros acabam tirando seu tempo para ir em residências buscar cadeiras ou moletas danificadas, coisas que poderia ser evitadas com comprometimento mais sério por parte de alguns usuários.

 

Fonte: acessenoticias/radio Tucunare

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.
Feito com muito 💜 por go7.com.br