Juara – Mato Grosso

24 de julho de 2024 12:13

Nando Conte avalia os Desafios e Expectativas para o Mercado Pecuário

Imagens Ricardo Nicolau Leilões

Em entrevista exclusiva para a Rádio Tucunaré, o pecuarista em Juara Luís Fernando Amado Conte​, popular Nando Conte, 1º Vice-Presidente  da ACRIMAT (Associação dos Criadores de Mato Grosso), compartilhou sua visão sobre o atual cenário do mercado pecuário e suas previsões para o futuro próximo. Juara, conhecida por sua forte ligação com o agronegócio, tem sentido com intensidade os desafios que afetam a pecuária.

Nando Conte iniciou a entrevista destacando a complexidade do momento que o setor enfrenta: “De fato, aí acontece o momento desafiador que a pecuária passa, a nossa atividade pecuária passa. E aqui em Juara, que é uma cidade voltada para o agro, onde a pecuária ainda tem uma relevante participação dentro da economia do município, a gente acaba sentindo com mais força esse fenômeno.”

Segundo Nando, o preço das commodities, incluindo o boi gordo, milho e soja, tem impactado diretamente a pecuária: “Não só o boi está padecendo de preço, o boi gordo, mas também o milho patinando, a soja. Também agora, semana passada, acho que deu uma melhoradinha, mas em vista do que a gente já teve, estão preços bastante abaixo daqueles praticados.”

A atividade pecuária é cíclica, e atualmente, o setor está vivendo uma fase de baixa. Conte explica que isso se deve ao preço do bezerro, que quando aumenta, causa um movimento de retenção de fêmeas para produção, resultando em uma super oferta de animais no mercado. “Essa mercadoria sai da oferta, as fêmeas que iriam normalmente para o descarte, elas sairiam da oferta, fazendo com que um que se remunerasse mais caro pois teria que ter mais boi para cumprir essa escala das fêmeas que estavam voltadas para a reprodução,” explicou o pecuarista.

Esse ciclo de retenção e abate de fêmeas tem um efeito direto nos preços futuros. Nando Conte observou que o ano de 2024 tem sido marcado por recordes de abate de fêmeas: “Nós vivemos intensamente, principalmente nesse ano, de 2024, com janeiro recorde de abate, fevereiro quebrando o recorde de janeiro sendo recorde de abate, março recorde de abate de fêmeas.”

Previsões para 2025 e o Futuro da Pecuária em Juara

Ao abordar as expectativas para o futuro, Nando Conte prevê que a partir de 2025, o mercado de bezerros enfrentará escassez devido ao elevado abate de fêmeas em 2024. “Isso já se desenha para que no ano que vem, no ano de 2025, esse bezerro já comece a fazer falta no mercado e a gente tem uma perspectiva, uma expectativa de que o 2025 e o 2026 sejam preços historicamente recordes de alta dentro da atividade pecuária,” afirmou.

Conte destacou que a falta de estímulo para reprodução e a grande quantidade de descarte de fêmeas levará a uma diminuição na oferta de bezerros. “É natural que esses bezerros, a partir do ano que vem, comecem a fazer falta. E quando eles começarem a fazer falta, os preços vão descolar dos patamares. E aí começa novamente um movimento de retenção de fêmeas, onde vai aquecer as buscas dos frigoríficos pela nossa atividade pecuária.”

Mesmo diante dos desafios, o pecuarista mantém uma visão positiva sobre o futuro da pecuária em Juara. Ele enfatizou a importância da perseverança e do otimismo para superar os momentos difíceis: “Como pecuarista, cabe a gente seguir sempre produzindo, sempre acreditando na nossa atividade e com esperança de dias melhores.”

A avaliação criteriosa de Nando Conte reflete a realidade de muitos pecuaristas na região de Juara, que precisam lidar com as oscilações do mercado e adaptar suas estratégias para garantir a sustentabilidade de suas atividades.

A Rádio Tucunaré continuará acompanhando e trazendo atualizações sobre o mercado pecuário, proporcionando informações relevantes e de interesse público para seus ouvintes.

Conclusão

A entrevista com Nando Conte, membro da ACRIMAT, ofereceu uma análise detalhada dos desafios atuais e das previsões para o mercado pecuário em Juara. A expectativa de alta nos preços a partir de 2025 traz um alívio para os produtores, que devem continuar investindo na produção e na adaptação às condições do mercado.

Parceiros e Clientes

Entre no grupo Acesse Notícias no Whatsapp e receba notícias em tempo real.

Mais recentes

Siga-nos

Feito com muito 💜 por go7.com.br