Juara – Mato Grosso
Quarta-Feira, 08 de Dezembro de 2021

Júri absolve dois e um é condenado a 12 anos de cadeia por matar pioneiro da aviação em Juara

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Dois réus foram absolvidos e um acabou condenado pela morte do pecuarista e piloto de avião, João de Deus Guirós, 84 anos. A vítima foi encontrada morta em sua residência, localizada na região central de Juara (300 quilômetros de Sinop), em novembro de 2014. João foi atingido por pelo menos cinco tiros, sendo um na boca e os outros no tórax.

Os três acusados de envolvimento na morte foram julgados nesta quinta-feira e para os jurados apenas Anderson Gonçalves dos Santos cometeu o crime. Ele foi sentenciado a 12 anos de cadeia pelo crime de homicídio qualificado, cometido de maneira que dificultou a defesa da vítima.

Anderson era o único dos três que estava preso. Ele ainda poderá recorrer da condenação, mas o juiz Fábio Alves Cardoso decidiu manter a prisão, “especialmente pelo fato de que responde a outro processo no qual é acusado de praticar outro crime doloso contra a vida, tudo indicando que em caso de soltura continuará a praticar novos crimes”.

Conforme Só Notícias já informou, na época em que foi morto, João morava sozinho e vizinhos disseram ter visto ele chegando, na noite anterior, por volta das 21h. Pouco tempo depois, ouviram tiros, mas não souberam identificar de onde vieram.

Um amigo o procurou, já no domingo pela manhã, e encontrou a casa semiaberta. Ao olhar o interior, encontrou João caído e pediu ajuda. Guirós era um dos pioneiros da aviação na região Norte de Mato Grosso.

Fonte: Só Notícias/Herbert de Souza

Com muito ❤ por go7.site